Londrina
Cascavel

TV Tarobá

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Valores pagos em horas extras chamam a atenção na prefeitura

09/07/18 às 13:09 - Escrito por Redação Tarobá News

Em março deste ano a prefeitura de Cascavel publicou um decreto para regulamentar a autorização de horas extras aos servidores municipais. Um dos objetivos era reduzir o alto gasto com as folhas de pagamento. Mas, nos últimos meses, os números mostram o contrário. Houve aumento nas despesas, e alguns casos pontuais de altas horas extras continuam chamando atenção. 

Um documento mostra a relação de horas extras dos servidores da ACESC, a Administração dos Cemitérios de Cascavel. No mês de maio, um deles fez 148 horas extras. Outro fez 248 horas. Segundo o superintendente da Acesc a quebra de um veículo durante uma viagem teria gerado o alto número de horas. 

No mês passado, a prefeitura de Cascavel teve uma despesa de R$ 1.150.286 com horas extras de servidores. São R$ 14.000,00 a mais do que no mês anterior, em que a despesa foi de R$1.136.314. Segundo a prefeitura, as despesas estão na média dos últimos meses, mas pesam no orçamento do município.

As despesas com horas extras dos servidores municipais permanecem preocupantes mesmo após um decreto do município, publicado em março para regulamentar esses gastos. Uma das medidas para equilibrar as contas da prefeitura tem sido transferir metade das horas extras acumuladas para o banco de horas.

Além disso, a fiscalização tem sido mais rígida. Num caso recente, um servidor também da ACESC teve o salário bloqueado porque registrou o ponto de forma manual sem justificativa mesmo que o equipamento para o registro da digital estivesse funcionando. O Superintendente da Acesc também foi notificado. 

O servidor é supervisor do cemitério central. O RH aguarda uma justificativa plausível para que o salário seja desbloqueado. O superintendente da administração dos cemitérios disse que não concordou com a atitude do servidor. 

Jornal Tarobá 1ª Edição 



© Copyright 2022 Grupo Tarobá