Londrina
Cascavel

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Acusado de esfaquear ex-companheira é condenado a mais de 9 anos de prisão

16/08/22 às 17:37 - Escrito por Redação Tarobá News

Claudeinir de Souza, acusado de esfaquear a ex-companheira Tamires Alves Vieira Bueno, foi condenado nesta terça-feira (16) a 9 anos e 4 meses de prisão em regime fechado. O crime, considerado tentativa de homicídio, aconteceu em 2011, antes da lei que criou a qualificadora de feminicídio.


O julgamento, que durou quatro horas, condenou Claudenir por maioria de votos com as qualificadoras de motivo fútil e meio que dificultou a defesa da vítima, com agravante pelo crime ter sido cometido em situação de violência doméstica. Como o condenado estava respondendo em liberdade, ele seguirá livre até decisão de eventuais recursos.


Claudenir também foi condenado a pagar o valor de R$ 10 mil como indenização à vítima por danos morais.


Segundo o processo, a vítima foi atacada depois que Claudenir ficou bravo por ela ter pego dinheiro com a mãe dele para comprar leite para a filha dos dois. Na ocasião do ataque, Tamires estava com a criança no colo. Após o crime, Claudenir fugiu do local. Devido aos ferimentos, Tamires ficou internada por cinco dias.


Segundo o Observatório de Feminicídios de Londrina, o Néias, Tamires e a sociedade londrinense receberam a resposta da Justiça. “A humilhação da vítima não é defesa aceita para justificar a violência feminicida”, disse em texto.


O Néias reforça, ainda, que a resposta da Justiça à violência contra mulheres não deve ser apenas punitiva, mas também para restauração dos direitos da vítima, como é o caso ao condenar o réu à indenização por danos morais. 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá