Linha 4

Publicidade

Acusado de matar ator de Chiquititas falsificou RG em Jataizinho

Da Redação

Ator Rafael Miguel e Paulo Cupertino. Foto: Divulgação/Polícia Civil

O assassino do ator Rafael Miguel, que atuou como personagem Paçoca na novela Chiquititas e foi morto em junho de 2019, pode ter tido como destino em sua fuga Jataizinho, cidade com um pouco mais de 11 mil habitantes a cerca de 25 quilômetros de Londrina. O comerciante Paulo Cupertino, de 49 anos, entrou na lista dos homens mais procurados pela polícia de São Paulo em julho deste ano.

Segundo acusação feita pelo Ministério Público, Curpertino atirou treze vezes contra Rafael por não aceitar o namoro que ele tinha com sua filha Isabela Tibcherani. Na época ela tinha 18 anos e o ator 22. Ele ainda matou os pais dele, João Aloizio Miguel, que tinha 52 anos, e Mirian Selma Silva Miguel, 50.

O foragido falsificou a Carteira de Identidade na cidade do Norte do Paraná. A Polícia Civil aguarda informações do Instituto de Identificação para entender como foi realizado o procedimento e se de fato, ele esteve presencialmente em Jataizinho.

A informação foi confirmada pelo delegado Vitor Dutra ao repórter Rafael Machado após a exibição do programa Tarobá Urgente. Curpertino nunca mais foi visto após os homicídios na zona sul de São Paulo. Ainda dois amigos dele são acusados de ajudar na fuga. Já foram verificados quase 300 endereços suspeitos para tentar encontrá-lo, mas a Polícia Civil não teve sucesso. 

Foto: Divulgação/Polícia Civil

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade