Avó de bebê encontrado morto em Porecatu é presa

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 18/05/2019 às 08:51

A Polícia Civil de Porecatu prendeu Michele Penteado Rodrigues, 39 anos, durante a madrugada deste sábado (18). Ela é suspeita de provocar a morte do neto, um bebê de 1 ano e 7 meses. A criança foi encontrada morta na tarde desta sexta-feira (17) em Porecatu, cerca de 90 km de Londrina. Ela estava na casa da avó e populares teriam iniciado um tumulto acusando-a de tê-lo matado.

Segundo o delegado Marcos Rubira a avó da criança teria entrado em contato com o pai dela (bisavô do menino), que ligou para a funerária. A funerária disse que não poderia mexer no corpo e solicitou que o bisavô ligasse para o hospital. Quando os socorristas chegaram no local da morte acionaram a polícia e o IML.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o bebê não apresenta sinais de agressão. A causa da morte será investigada, mas a suspeita é que a criança tivesse um quadro grave de virose. O bebê não teria sido encaminhado ao Pronto Socorro e nem sido medicado de forma correta.

Outra suspeita, é que a avó tenha permanecido com a criança morta no local, por alguns dias, sem comunicar autoridades ou familiares. Michele foi autuada pelo crime de homicídio qualificado.

O menino estaria aos cuidados dela desde o começo do mês. A mãe, uma jovem de 17 anos, teria se mudado para o Mato Grosso a trabalho. A mãe da criança relatou que não tinha uma boa relação com avó do bebê e teria ido tentar uma vida nova. Ainda segundo a jovem, teria sido expulsa de casa e voltaria essa semana para Porecatu buscar a criança para morar com ela.

Na casa em que o bebê foi encontrado, os policiais constataram um ambiente precário para a saúde, com grande quantidade de lixo e restos de alimentos em estado de decomposição, inclusive ao lado do berço. Também havia presença de larvas, roupas sujas, medicamentos e bebidas.

A avó, Michele Penteado Rodrigues, falou para a polícia que a criança foi dormir limpa na quinta-feira por volta das 22h30. Quase 18 horas depois, ao acordar, já na sexta-feira (17), percebeu que o bebê estava imóvel. A criança teria ficado todo esse período sem cuidados. Quando foi encontrado o corpo estava em estado de decomposição e sujo. Conforme o delegado Marcos Rubira, o bebê estaria morto há pelo menos 48 horas.

Ele foi encaminhado ao IML de Londrina, após a liberação o corpo deve seguir para Porecatu para um velório. A equipe da TV Tarobá foi até o IML onde a família realizou o reconhecimento do corpo, mas não quiseram gravar entrevista, pois estão emocionados e revoltados com a situação.

O advogado da Michele Penteado Rodrigues, Flávio Frederido Gualter disse que ainda não teve acesso ao inquérito e nem ao laudo do IML, por isto ainda não pode falar sobre detalhes do caso, mas pretende repassar outras informações já com conhecimento de causa.

A Polícia Civil vai investigar o caso e a responsabilização da mãe da criança será verificada. A avó da menina foi transferida pela polícia para Londrina.


Atualização 14h51


Colaborou: Roberto Peres. / Ana Carolina Contato 




Relacionados

Cambé | 11-12-2019 17:03

Vídeo: polícia persegue carro com 580 quilos de maconha em Cambé

Vídeo: polícia persegue carro com 580 quilos de maconha em Cambé

Curitiba | 11-12-2019 17:01

Policiais Militares concluem curso de controle de distúrbios civis

Policiais Militares concluem curso de controle de distúrbios civis

Ibiporã | 11-12-2019 16:32

Polícia prende quadrilha suspeita de tráfico de drogas em Ibiporã

Polícia prende quadrilha suspeita de tráfico de drogas em Ibiporã

Cruzeiro do Oeste | 11-12-2019 16:26

DEPEN realiza operação de revista na PECO e frusta fuga em andamento

DEPEN realiza operação de revista na PECO e frusta fuga em andamento