Policial

Policial

Bancária pode ter sido vítima de extorsão em Realeza


Bancária pode ter sido vítima de extorsão em Realeza
Foto: divulgação

A Polícia Civil de Ampére, sudoeste do Paraná, segue trabalhando nas investigações do caso da bancária da cidade vizinha de Realeza Vanda Salete Crestani Cantelle, 50. Ela desapareceu na segunda-feira (9), após sair do trabalho e não foi mais localizada. O carro da família, um Honda Civic, e um corpo, que pode ser da mulher, foram encontrados queimados no dia seguinte aqui no município.

De acordo com informações do delegado Fernando Zamoner, o trabalho segue sendo realizado pelas equipes de Ampére, Realeza, Francisco Beltrão, com apoio do grupo TIGRE de Curitiba e todas as informações que chegaram até o momento foram checadas. Também já foram ouvidas algumas pessoas.

O delegado confirmou mais uma vez na manhã deste sábado que nenhuma hipótese pode ser descartada. Porém, ele revelou que um bilhete foi encontrado na casa da vítima. O teor do conteúdo leva a crer que a bancária estaria sofrendo extorsão, mas a polícia ainda apura se o fato é verdadeiro ou não. Outra informação repassada pelo delegado a equipe de reportagem é que Vanda teria se apropriado de um valor significativo em dinheiro, cerca de R$ 527 mil de propriedade do banco, e mais R$ 700 mil de uma conta da família. Os dois valores foram retirados aos poucos ao longo dos últimos três meses.

O delegado diz se tratar de um crime complexo e pede que as pessoas que tiverem informações podem entrar em contato com a delegacia de Ampére pelo 46 3547 1321 ou na delegacia de Realeza 3543 1272. A polícia garante o sigilo das informações.

Com informações: Rádio Ampere


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina