Londrina
Cascavel

TV Tarobá

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Casal responsável pelo tráfico de drogas na zona norte é condenado pela Justiça

20/10/20 às 18:53 - Escrito por Da Redação

Um casal denunciado pelo Ministério Público por tráfico de drogas e associação para o tráfico recebeu nova condenação da Justiça. O homem e a mulher foram presos em fevereiro deste ano, quando foi deflagrada a operação Irmandade, em conjunto com a 4ª Companhia da Polícia Militar, contra 31 pessoas envolvidas com uma organização criminosa que atua em diversos estados a partir de presídios. 

O réu agora foi sentenciado a 10 anos e três meses de reclusão e a ré a 11 anos de reclusão. De acordo com o MP, eles foram identificados como responsáveis pelo controle do tráfico de entorpecentes na zona norte de Londrina. Como já haviam sido condenados anteriormente, as penas, somadas, chegam a 20 anos para ele e 20 anos e 9 meses para ela – ambos em regime fechado. Os dois haviam sido denunciados anteriormente no âmbito da Operação Sicário, promovida em julho de 2019, também pelo MPPR com suporte da PM. Os nomes não foram divulgados. 

Denúncia
Em maio deste ano, o Ministério Público, por meio da 16ª Promotoria de Justiça de Londrina, ofereceu denúncia criminal contra os 31 investigados. Os réus são acusados de crimes como participação em organização criminosa, sequestro qualificado por grave sofrimento físico (em  razão de espancamento), tráfico de drogas, associação para o tráfico e falsificação de documento público. Dos 31 acusados, 25 já estão presos. 

No dia em que foi deflagrada a operação, foram cumpridas ordens judiciais em Londrina, Borrazópolis, Cambé, Faxinal, Piraquara, Rolândia, Sertanópolis, Uraí, São Paulo (SP) e Lago da Pedra (MA). As investigações apontaram que a organização agia inclusive em unidades prisionais da cidade, como Casa de Custódia, Penitenciária Estadual de Londrina I e II, Cadeia Pública Feminina e Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon).

Com informações do MPPR

© Copyright 2022 Grupo Tarobá