Londrina
Cascavel

TV Tarobá

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Gaeco vai investigar coação a agricultor que denunciou esquema de propina

09/07/18 às 14:45 - Escrito por Murilo Pajolla

O delegado do Gaeco Alan Flore abriu inquérito para investigar possíveis coações ao agricultor Júnior Zampar, que denunciou o esquema de cobrança de propina para mudança de zoneamento em Londrina.

O advogado Maurício Carneiro, que representa o vereador afastado Rony Alves (PTB), pediu a prisão de Zampar durante as oitivas da Comissão Processante na última sexta-feira. Segundo o delegado, Zampar é vítima do suposto esquema de corrupção e não haveria motivo para sua prisão. 

LEIA MAIS:

Carneiro fez fortes críticas ao depoimento do agricultor e o classificou como mentiroso. Ele afirmou que vai processar Júnior Zampar por falso testemunho. 

Alan Flore disse que considera a situação extremamente grave e vê na conduta do advogado uma tentativa de intimidar Zampar. 

O delegado pretende intimar todos os presentes no depoimento, inclusive os vereadores membros da Comissão Processante. Na avaliação dele, os vereadores foram omissos ao permitir que Zampar fosse “humilhado” em seu depoimento. 

“Estamos analisando medida cautelar a ser postulada para garantir que a instrução criminal possa ocorrer de forma isenta, livre de qualquer contaminação”, afirmou Flore. 

Atualizada às 15h30

(Com TV Tarobá)

© Copyright 2022 Grupo Tarobá