Garoto de 11 anos diz que foi abusado pelo avô de criação

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 07/12/2018 às 17:54

Foto: Foto ilustrativa

Um garoto de apenas 11 anos afirma ter passado por momentos de pânico na noite desta quinta-feira (6), em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba. 

Ele diz ter sofrido abuso sexual do avô de criação e, após isso, enviou mensagens desesperadas para a mãe. A criança realizou exames no hospital e a polícia investiga. O avô está desaparecido.

O menino está habituado a ficar na casa dos pais do padrasto, seus avós de criação, desde muito pequeno, e nunca nada de anormal teria acontecido. 

“Deixei meu filho na casa da minha sogra e do meu sogro e fui fazer um curso com meu marido, como sempre. Então, meu menino começou a me mandar mensagens e dizia que queria falar pessoalmente. Quando o encontrei, ele me falou que o meu sogro mexeu com ele. Eu fui para cima e ele (sogro) fugiu”, descreveu a mãe. 

O pai do menino contou detalhes do abuso. “Meu filho contou que estava fazendo lição de casa e cansou. Então foi para o quarto mexer no celular e o avô começou a fazer cócegas e ele entendeu como uma brincadeira. De repente, ele baixou as calças e começou o abuso”, lamentou.

A mãe nunca imaginou que algo assim pudesse acontecer. “Uma pessoa que convive com meu filho desde pequeno. Eu nunca esperava isso, ainda mais dele. Agora a gente quer que ele vá para a cadeia”, desabafou. 

A família já fez Boletim de Ocorrência e o garoto fez exames no Hospital Pequeno Príncipe. A Polícia Civil investiga o caso.

Fonte: OBEMDITO



Relacionados

Londrina | 30-11-2018 18:01

Operário tem ferimento grave ao sofrer acidente de trabalho na Gleba Palhano

Operário tem ferimento grave ao sofrer acidente de trabalho na Gleba Palhano

Santa Terezinha de Itaipu | 30-11-2018 17:54

Polícia Civil incinera 870 kg de drogas e mercadorias

Polícia Civil incinera 870 kg de drogas e mercadorias

Campina da Lagoa | 30-11-2018 17:37

Adolescente de 12 anos morre após tomar vacina de tétano e polícia investiga em Campina da Lagoa

Adolescente de 12 anos morre após tomar vacina de tétano e polícia investiga em Campina da Lagoa

Nova Aurora | 30-11-2018 17:34

Promotoria denuncia professor que assediava alunas do ensino fundamental

Promotoria denuncia professor que assediava alunas do ensino fundamental

PUBLICIDADE