Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

GMs demitidos por morte de jovem ainda não têm julgamento marcado

27/04/23 às 14:20 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

O processo administrativo disciplinar, aberto em 2020 pela Corregedoria do Município, transitou em julgado em abril deste ano. Robson Ignácio de Almeida e Irineu de Oliveira foram demitidos por ameaçar uma testemunha e faltar com a verdade na confecção do Boletim de Ocorrência, que trata da morte de um adolescente, em que são os principais suspeitos.


A Secretaria Municipal de Defesa Social foi notificada, no dia 19 de abril, sobre o desligamento.


O caso aconteceu em 2019. O adolescente, de dezesseis anos, foi morto com dois disparos de arma de fogo. Os Guardas Municipais alegam que os tiros foram disparados por um motociclista, mas as investigações da Polícia Civil (PC) mostraram que os disparos teriam saído da arma de um dos agentes. Eles chegaram a ser presos e, atualmente, estão respondendo ao processo em liberdade, utilizando tornozeleira eletrônica.

Leia mais:

Imagem de destaque
CONFRONTO

Cinco homens são mortos em confronto com a Polícia Militar em Cascavel

Imagem de destaque
POLICIAL

Polícia Civil cumpre mandado de prisão por homicídio no bairro Santa Felicidade

Imagem de destaque
MAUÁ DA SERRA

PRF apreende quase 50 quilos de cocaína com casal no Paraná

Imagem de destaque
VIOLÊNCIA

Jovem é morto a tiros no meio da rua no Sanga Funda


Essa foi a segunda decisão favorável à família do adolescente. Na esfera civil, o município foi condenado a pagar indenização e pensão para a mãe e a filha do jovem. O município ainda pode recorrer no Superior Tribunal de Justiça.  


Pela decisão, a prefeitura teria que pagar indenização de R$ 80 mil para a mãe, R$ 35 mil para a filha e mais uma pensão de 2/3 do salário mínimo para cada uma.


Para o advogado Mario Barbosa, que representa a família da vítima, o resultado, na esfera civil e no processo administrativo disciplinar, podem ter reflexos no processo criminal, que ainda não tem julgamento marcado.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá