Homem é preso após agredir mãe e irmã em Goioerê

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 03/06/2019 às 09:47

Imagem Ilustrativa

Um homem de 37 anos foi preso pela Polícia Militar, em Goioerê, no domingo (02), após agredir a irmã e a mãe, estando sob efeitos de drogas e álcool em uma residência da avenida Paraná.

De acordo com as informações passadas pela equipe policial, a mulher tinha ido fazer uma visita à mãe e, ao chegar no local, constatou que o seu irmão estava danificando os móveis da casa e enforcando a mulher. Ao presenciar o fato, ela discutiu com o homem e ele começou a agredi-la, dando-lhe chutes no abdômen e no rosto. Além disso, o homem também teria tentado enforcá-la. A PM disse ainda que os dois caíram no chão quando a mulher tentava se defender o que causou lesões em seu braço.

O pai dos irmãos, então, teria interferido na briga dos dois, separando-os. Mesmo após a separação, o homem de 37 anos ainda ameaçou a mulher de morte. Com a situação, ela denunciou o fato à PM, que foi até o local, e registrou a ocorrência. Conforme o relato da vítima à equipe policial, o irmão já teria feito ameaças de morte e danificado os móveis da casa em outras ocasiões.

Diante do fato, a Polícia Militar prendeu o homem e o encaminhou à delegacia de Goioerê para os demais procedimentos.


Fonte: O Bemdito



Relacionados

Cascavel | 20-09-2019 18:58

Homem é atingido por golpes de facão durante briga no Universitário

Homem é atingido por golpes de facão durante briga no Universitário

Foz do Iguaçu | 20-09-2019 18:24

Parceria permite atendimentos especializados para presas da Penitenciária Feminina

Parceria permite atendimentos especializados para presas da Penitenciária Feminina

Curitiba | 20-09-2019 18:20

Polícia elucida 57% dos homicídios ocorridos em Curitiba de janeiro a julho

Polícia elucida 57% dos homicídios ocorridos em Curitiba de janeiro a julho

Almirante Tamandaré | 20-09-2019 18:04

Polícia prende mulher que deu R$ 5 mil para morte de empresário

Polícia prende mulher que deu R$ 5 mil para morte de empresário