Identificado jovem morto após confronto com a PM em Terra Roxa

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 31/01/2019 às 12:43

O jovem morto em confronto com a Polícia Militar de Terra Roxa na manhã desta quinta-feira (31) foi identificado, Paulo Henrique Lopes dos Anjos de 22 anos morreu no local.

Policiais militares de Terra Roxa e Palotina estiveram cumprindo mandado de prisão na cidade de Terra Roxa em uma residência, por suspeitas de que estaria nessa casa uma carga de defensivos agrícolas roubados anteriormente.

Chegando ao local, as equipes policiais adentraram na casa e encontraram dois indivíduos, aproximadamente 26 e 33 anos, com mandado de prisão em aberto, além de uma arma de fogo, revólver.

Após isso, os indivíduos da residência informaram que a residência ao lado teria também outro indivíduo envolvido e armado.

Diante disso, as equipes foram fazer as buscas e foram surpreendidos por Paulo Henrique Lopes dos Anjos de 22 anos que estava tentando fugir pela janela da casa com outro armamento, um revólver também, sendo que o mesmo disparou contra o policial e este reagiu, atingindo o indivíduo, o qual foi a óbito no local.

Os indivíduos já eram conhecidos por participar de contrabando de agrotóxicos e roubo de caminhonetes. Além desses dois indivíduos, ainda foram encaminharas uma mulher, aproximadamente 43 anos, e uma menor de idade, aproximadamente 16 anos, que também estavam na residência.

Além das armas, também foram encontradas munições, dois simulacros de pistola e objetos produtos de furto.

Fonte e fotos: Portal Nova Santa Rosa



Relacionados

Curitiba | 22-05-2019 15:34

PRF realiza palestras para estudantes

PRF realiza palestras para estudantes

Londrina | 22-05-2019 14:37

Homem fica ferido após reagir a assalto na zona oeste de Londrina

Homem fica ferido após reagir a assalto na zona oeste de Londrina

Curitiba | 22-05-2019 14:34

Jovem é assassinado com vários tiros no Uberaba

Jovem é assassinado com vários tiros no Uberaba

Londrina | 22-05-2019 14:22

Caso Eduarda: delegado vai analisar laudo de 100 mil páginas

Caso Eduarda: delegado vai analisar laudo de 100 mil páginas

PUBLICIDADE