Linha 4

Publicidade

Jogos de azar: policiais presos que ganharam churrasco na cadeia são denunciados em Londrina

Redação Tarobá News

O Gaeco Londrina ofereceu denúncia contra 10 investigadores de Polícia Civil do Estado do Paraná por envolvimento com uma organização criminosa investigada na Operação Imperium por exploração de jogos de azar e corrupção policial. A denúncia foi ofertada ao Juízo da Vara Criminal de Ibiporã.

Sete deles teriam aceitado e recebido vantagens indevidas mesmo quando estavam presos por outros crimes, por ordem do Juízo da 3ª Vara Criminal de Londrina.

Segundo as investigações, um dos envolvidos, identificado como empresário do ramo de jogos ilegais teria organizado e financiado um churrasco aos policiais no interior da carceragem da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba.

“Os policiais ora denunciados estavam lotados em unidades policiais de Londrina, Ortigueira e Telêmaco Borba e são acusados de receberem vantagens indevidas periodicamente para se omitirem na fiscalização e repressão de jogos de azar ou para passarem informações sobre eventuais operações de combate a esse tipo de ilícito”, informa o Gaeco.

O Ministério Público ainda solicita perda dos cargos, funções ou mandatos eletivos eventualmente ocupados pelos denunciados.

 Além dos agentes públicos, os envolvidos com a exploração de jogos ilegais também foram denunciados pelo crime de corrupção ativa (promessa de vantagens indevidas - “propina”).

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.