Juri de PMs acusados de matar filho de ex-jogador do LEC é adiado

Murilo Pajolla
Policial | Publicado em 13/06/2019 às 18:34

A sessão do Tribunal do Júri que iria julgar os dois policiais militares acusados de matar Raphael Bezerra da Silva, de 20 anos, estava marcada para esta quinta-feira (13), mas foi adiada. O julgamento deve acontecer no dia 13 de agosto. 

Rapahel era filho do Zequinha, que jogou no Londrina Esporte Clube (LEC) na década de 80, e era jogador de futebol em Portugal. De férias em Londrina, ele foi abordado por dois policiais militares membros da extinta Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) e levou 14 tiros, antes de morrer após 40 dias internado no hospital. 

Pai de Raphael, Zequinha morreu em 2013 após sofrer uma queda e bater a cabeça (Foto: reprodução)

Os policiais Ediney Ronaldo Gomes e Rangel Barbosa da Cunha afirmam que estavam perseguindo suspeitos de um crime e negaram qualquer tipo de excesso. Já a família disse que o rapaz era inocente e não tinha envolvimento com criminosos. 

Atualizada às 20h

Colaboração: Kathulin Tanan



Relacionados

Cascavel | 18-06-2019 18:10

Irmão de Sandro Rossi é detido com arma e munições

Irmão de Sandro Rossi é detido com arma e munições

Cascavel | 18-06-2019 18:05

Polícia Civil desarticula quadrilha que praticava roubos

Polícia Civil desarticula quadrilha que praticava roubos

Cambé | 18-06-2019 17:23

Mulher amarrada e jogada de ponte foi agredida por dívida de 30 reais

Mulher amarrada e jogada de ponte foi agredida por dívida de 30 reais

São Miguel do Iguaçu | 18-06-2019 16:38

76 receptores digitais foram apreendidos na Operação Muralha

76 receptores digitais foram apreendidos na Operação Muralha