Linha 4

Publicidade

Júri popular do "Caso Matheus" terá reforço policial em Londrina

Redação Tarobá News

O Júri de Matheus evangelista deve contar com reforço policial no entorno do Fórum Criminal que funciona provisoriamente na avenida Tiradentes na próxima terça-feira (3). O pedido foi realizado pelo Poder Judiciário por conta de uma manifestação organizada pela família para ter início às 6h deste dia.

O 5º Batalhão da Polícia Militar estará no local para manter a ordem pública. Segundo o tenente-coronel Nelson Villa, é um procedimento comum em casos que chamam a atenção no município. “A manifestação é um direito constitucional, a Polícia Militar faz acompanhamento desse evento. A manifestação, que eventualmente, será realizada nas proximidades do fórum deve ser respeitada, o que não pode ser feito é a quebra da ordem. Vamos garantir que as pessoas possam se manifestar e que não interfira no andamento do Tribunal do Júri”, explicou.

A morte do jovem Matheus Evangelista completou três anos em 11 de março, sem que o principal acusado do crime, o ex-guarda municipal Fernando Ferreira das Neves, fosse julgado pelo Tribunal do Júri. Neves chegou a ficar detido, mas responde em liberdade.

Matheus Ferreira Evangelista morreu aos 18 anos em uma abordagem da Guarda Municipal na zona norte de Londrina, durante o atendimento de uma ocorrência por perturbação de sossego, em março de 2018. Três agentes que estavam na abordagem foram indiciados no processo.

No entanto, dois deles tiveram os processos cancelados. Esta foi a quarta vez em que a Justiça remarcou a data do julgamento de Fernando Ferreira das Neves. O réu responde por homicídio qualificado e fraude processual. Ele é acusado de ter disparado o tiro que atingiu Evangelista no pescoço.

Independentemente do resultado do Júri, o ex-guarda municipal ainda segue em liberdade, mesmo que seja condenado. É um direito do réu recorrer da decisão.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade