Londrina
Cascavel

TV Tarobá

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Justiça concede liberdade a ex-GM acusado de matar Matheus Evangelista

30/10/20 às 15:30 - Escrito por Redação Tarobá News

A justiça concedeu liberdade provisória ao ex-guarda municipal Fernando Ferreira Neves, acusado de matar Matheus Evangelista em março de 2018. Preso há dois anos, ele terá que usar tornozeleira eletrônica.  

O juiz da 1ª Vara Criminal Paulo César Roldão seguiu o entendimento do Ministério Público (MP-PR) de que a liberdade de Neves não representa riscos ao processo e à ordem pública.

O estudante, que estava em uma festa com amigos, morreu após levar um tiro durante uma abordagem da Guarda Municipal (GM) em março de 2018 na zona norte de Londrina. Segundo o MP-PR, o tiro partiu da arma de Neves. 

LEIA MAIS:

Caso Matheus: TJ-PR mantém acordo que encerrou processo contra ex-GM

A assistência de acusação, que defende a família de Matheus, afirmou que não concorda com a decisão e pretende recorrer ao Tribunal de Justiça (TJ-PR). 

"Os fatos demonstram a gravidade do delito. A forma como ocorreu, as ameaças às testemunhas já mostram devidamente que deveria ser mantida a prisão. Por esse motivo iremos recorrer ao Tribunal de Justiça para que seja revertida essa decisão", afirmou a advogada Inaiane Alves.

"Nós entendemos que foi corretamente aplicado o direto e agora o Fernando terá condições de aguardar o julgamento em liberdade e se preparar para a sua defesa", afirmou André Salvador, advogado que defende o ex-agente. 

Dos três GMs presentes na abordagem que resultou na morte de Matheus, apenas Neves responde pelo crime. Os outros dois ex-agentes fizeram acordos com MP-PR e tiveram as acusações retiradas. 

O julgamento de Neves estava marcado para este mês, mas foi adiado para março de 2021 por causa pandemia de coronavírus. 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá