Linha 4

Publicidade

Morte em Lerrovile: Polícia não descarta latrocínio

Redação Tarobá News

A Polícia Civil não descarta a possibilidade de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, no caso do senhor de 54 anos assassinado no Distrito de Lerrovile no sábado (01) à tarde.

Ele foi morto a facadas pelo corpo e no pescoço, dentro da própria casa e o corpo foi encontrado pelo filho. O suspeito da morte foi identificado pela Polícia Civil por uma pegada de sangue da bota deixada no local, no mesmo dia da morte.

Segundo o delegado chefe da Polícia Civil de Londrina, Osmir Ferreira, há a apuração para saber se o crime se trata de um homicídio ou se um latrocínio. “Estamos em uma fase de apuração e temos alguns dias para concluir esse inquérito policial e queremos ouvir ainda os familiares da vítima para saber se houve algum objeto da casa que tenha sido subtraído. Por isso, o latrocínio ainda não foi descartado”.

Segundo o delegado, essas são as duas linhas de investigação atuais da PC. “O principal é que o indivíduo que praticou esse crime bárbaro e cruel já está detido e será responsabilizado de uma forma ou de outra”, explica.

Dentro da casa em que o homem foi encontrado, a PM achou duas facas que podem ter sido usadas na morte e a pegada de sangue.

Os investigadores da PC contaram que ao retornarem a Londrina, suspeitaram de um homem que caminhava pela rodovia PR-445. Foi feita uma perícia no sapato e na marca de sangue. Foram comparados o solado da bota com a foto que tiraram no local do crime, o que apontou similaridade. O suspeito foi preso e em depoimento confessou a morte.

O assassino contou que ele e a vítima tiveram uma briga, após o homem tentar manter relações sexuais com o suspeito.

COMENTÁRIOS

Publicidade