Linha 4

Publicidade

Mulher que foi algemada e esfaqueada na zona norte segue na UTI com risco de morte

Weslley Lemos

A vítima de um crime que chocou os londrinenses na semana passada continua internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Londrina e corre risco de morte. A mulher, que tem 36 anos, foi algemada e torturada enquanto recebia os golpes de faca. Foram necessários procedimentos cirúrgicos no hospital. Ela segue sedada e respira por ajuda de aparelhos.

A Polícia Militar utilizou o termo retalhado, para classificar o número de ferimentos no corpo dela. Os cômodos da residência na rua Stefan Marotti, no conjunto Milton Gavetti, na zona norte de Londrina, ficaram com sangue espalhado por toda parte. Ela foi socorrida pelo Siate com apoio da equipe médica do Samu, por volta das 14h, da última quinta-feira (14).

Pouco tempo depois, a PM conseguiu prender o agressor que poderá responder por tentativa de feminicídio. Ele tem 24 anos e a arma utilizada no crime foi encontrada em suas partes íntimas. Permaneceu em silêncio durante a prisão e ainda não há informações se teria alguma ligação com a vítima. O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher e ele segue preso preventivamente.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade