Policial

Policial

Operação conjunta identifica e prende ladrões em transportes coletivos


Operação conjunta identifica e prende ladrões em transportes coletivos
Foto Polícia Civil

Uma operação conjunta entre policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), da Guarda Municipal de Curitiba e equipes de fiscalização da Urbanização de Curitiba, culminou na prisão de dois suspeitos de praticar furtos no interior das estações tubo e dos ônibus coletivos da região central de Curitiba. Um homem, de 49 anos, e outro, de 44, foram flagrados logo após retirar a carteira da bolsa de uma vítima, de 58 anos. Um outro homem acabou preso por furar a catraca.

Além de 10 investigadores, a ação, coordenada pela DFR, contou com o apoio de 14 homens uniformizados e outros seis à paisana da GM. De acordo com o delegado-titular da DFR, Matheus Laiola, o objetivo da operação é inibir os crimes de furto registrados no sistema de transporte coletivo da capital. 

Prisão - Durante os trabalhos nas estações tubo, um investigador notou a atitude suspeita de um homem na estação Mariano Torres e passou a fazer um acompanhamento velado. Ao embarcar no ônibus da linha Centenário-Campo Comprido, o homem, de 49 anos, aproveitou a aglomeração dos usuários para abrir a bolsa de uma senhora e retirar a carteira que ela carregava. Foi então que o policial notou que o suspeito repassou a carteira furtada para seu comparsa, o de 44 anos. Ambos receberam voz de prisão assim que desembarcaram na estação tubo Eufrásio Correia.

A dupla têm diversas passagens pelo mesmo tipo de crime, além de responder por roubo, receptação, porte ilegal de arma de fogo, porte de substância entorpecente e falsificação de documento público. Em 2008, um deles foi preso em flagrante quando furtou a bolsa de uma vítima dentro de um ônibus.

Em março deste ano, a dupla já havia sido presa quando foram flagrados com inúmeros documentos e cartões de crédito de dezenas de vítimas usuárias do sistema de transporte coletivo da capital. Agora eles seguem custodiados no setor de carceragem temporária (Secat) da DFR, onde permanecem à disposição da Justiça.

Polícia Civil


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina