Linha 4

Publicidade

Operação Pecúlio: vereador investigado em Foz do Iguaçu reassume cargo

Redação Tarobá News

O ultimo dos cinco vereadores reeleitos que foram presos em 2016 em uma operação da polícia federal aqui de Foz do Iguaçu, voltou a ocupar o cargo hoje. Rudinei de Moura foi reempossado hoje pela manhã. Quem conduziu o ato foi o presidente da Câmara de vereadores, Beni Rodrigues. Para o retorno de Rudinei, Marino Garcia – que era suplente – deixou o cargo.

Rudinei já poderia ter retornado ao cargo em julho, mas explicou que não o fez antes, por uma questão pessoal.

Questionado o porque retornou agora, e se vislumbra algum cargo nas eleições municipais do ano que vem, ele respondeu. Disse que quer apenas, retomar projetos parados.

Em dezembro de 2016, 12 dos 15 vereadores de Foz do Iguaçu foram presos pela Polícia Federal suspeitos de participar num esquema de corrupção instalado - segundo as investigações - na Prefeitura e na Câmara Municipal para aprovação de projetos em troca de pagamentos ilegais, uma espécie de "mensalinho".

 O esquema, segundo a PF era comandado pelo ex-prefeito Reni Pereira. Dos 12 vereadores investigados 5 já foram reeleitos em 2016, para a atual legislatura de 2017 a 2020. São eles: Anice Gazzaoui, Luis Queiroga, Darci Siqueira, Edílio Dall’Agnol e Rudinei de Moura, que é o último dos cinco vereadores a retomarem o cargo. 

COMENTÁRIOS

Publicidade