Linha 4

Publicidade

Padrasto é preso acusado de estuprar enteadas de 13 e 14 anos

Redação Tarobá News

Um homem, de 61 anos, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (9), acusado de estuprar as duas enteadas, de 13 e 14 anos. A prisão aconteceu em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com o investigador Sérgio Klaar, os casos de abuso vinham acontecendo há um ano e a mãe das meninas ficou sabendo do crime através de uma tia das vítimas. “Ele se aproveitou do fato de ser padastro das vítimas e atentou sexualmente contra as mesmas. Isso vinha acontecendo aproximadamente há um ano e a mãe não sabia dos fatos, já que o autor ameaçava as enteadas para que elas não contassem nada. A mãe ficou sabendo dos abusos através da irmã, depois que as meninas confessaram para a tia os atos do padrasto”, conta Klaar.

Segundo os relatos, na época com 13 anos, a vítima foi deixada nua pelo padastro. Ela afirma ainda que o mesmo a espionava quando estava nua ou de roupas íntimas, bem como costumava lambê-la e dar-lhe beliscões. O investigado também passaria a mão em seu corpo, acrescendo a menina que por diversas vezes sofreu maus tratos, tais como ser obrigada a lamber a louça suja e limpar fezes humanas de objetos.

Já a enteada de 14 anos teria contado que o padrasto entrava no banheiro quando ela estava nua e pedia para ficar junto dela. Recorda-se ainda que quando era pequena, o padrasto a beijava na boca e a lambia, além de as agredir, dar tapas e beliscões.

Imediatamente após a revelação, no dia 14 de abril, a mãe teria ido à delegacia para denunciar o homem. O mandado de prisão por estupro de vulnerável foi cumprido pela equipe de investigação da delegacia de Piraquara nesta terça-feira.

Fonte: Banda B

COMENTÁRIOS

Publicidade