Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

PC conclui inquérito de homem que foi morto a tiros no dia do aniversário

26/04/23 às 14:44 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A Polícia Civil (PC) concluiu inquérito sobre o caso de um homem que foi morto em Rolândia no início de abril. A vítima foi assassinada no dia do aniversário.

 

O inquérito finalizado pela PC conclui que Noelton Carlos Lopes foi o autor da morte de Bruno Thiago Mendonça de Andrade, na noite do dia 6 de abril. Em depoimento, Noelton teria confessado o crime com motivação passional. Ele teria ido até a chácara onde bruno comemorava o aniversário de 38 anos e iniciado uma discussão, já que, de acordo com ele, a vítima estaria mantendo contato com a sua ex-mulher.

Leia mais:

Imagem de destaque
CONFRONTO

Cinco homens são mortos em confronto com a Polícia Militar em Cascavel

Imagem de destaque
POLICIAL

Polícia Civil cumpre mandado de prisão por homicídio no bairro Santa Felicidade

Imagem de destaque
MAUÁ DA SERRA

PRF apreende quase 50 quilos de cocaína com casal no Paraná

Imagem de destaque
VIOLÊNCIA

Jovem é morto a tiros no meio da rua no Sanga Funda

 

Horas depois da discussão, Bruno passava de carro pela Avenida dos Leopardos quando foi surpreendido por Noelton, que efetuou diversos disparos de arma de fogo: seis deles acertaram o rosto de vítima, que morreu na hora. No entendimento da Polícia Civil, Noelton deveria ser preso pelo crime de homicídio qualificado, porém, esse entendimento não foi seguido pela Vara Criminal da cidade.


Com pedido de prisão preventiva de Noelton negado pela justiça, a Polícia Civil cumpriu apenas o mandado de busca de apreensão na residência em que ele mora. Nela, foi encontrada uma arma sem registro, o que fez com que Noelton fosse preso por posse ilegal de arma de fogo. No entanto, menos de 24 horas depois, ele foi solto em audiência de custódia.

 

Na operação, outra arma foi encontrada pelos policiais civis, desta vez, na casa de Bruno Thiago. Com ela, treze munições. A busca foi realizada depois de Noelton ter dito, em depoimento, que a vítima teria uma arma e o ameaçava de morte. No passado, Noelton já havia sido investigado por crimes como tráfico de drogas, receptação, e violência doméstica.

 

O inquérito policial está nas mãos do Ministério Público de Rolândia, que pode recorrer da decisão da justiça. Até o momento, Noelton responderá em liberdade tanto pelo homicídio qualificado quanto pela posse ilegal de arma de fogo.

 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá