PM de Apucarana atende sete casos de violência doméstica no final de semana

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 27/08/2019 às 13:49

Foto: reprodução TNoline

A Polícia Militar (PM) de Apucarana registrou sete casos de violência doméstica neste final de semana na cidade. As agressões ou ameaças aconteceram no Jardim Ponta Grossa, no Núcleo João Paulo, Jardim das Flores, no Orlando Bacarin e no Recanto Mundo Novo. 

Em um dos casos, um adolescente de 16 anos foi apreendido após ameaçar a própria mãe, no Núcleo João Paulo. A mulher chamou a PM e disse que o filho é usuário de drogas, que estava alterado e quebrou objetos da residência. 

Já no Recanto Mundo Novo, um homem de 41 anos foi preso, após ameaçar matar a mulher usando um martelo. E no Jardim das flores a vítima sofreu um corte na boca depois de ser atingida por um soco. 

Em apenas um dos casos, o agressor fugiu antes da chegada da PM. Todos os outros envolvidos foram levados para a 17ª Subdivisão Policial de Apucarana. 

A delegacia da mulher informou que todos os casos serão apurados. “Na delegacia da mulher é dado a continuidade nas investigações. A PM prende em flagrante e nós seguimos com os depoimentos, tentamos da melhor maneira ajudar, atender e socorrer a vítima de violência doméstica. Quando não existe prisão do agressor, a polícia civil também atua diretamente com a vítima. O que é preciso ter em mente, é que não se pode aceitar ser vítima de uma situação tão difícil, que é a violência doméstica”, disse a investigadora. 


Fonte: TNONLINE



Relacionados

Cascavel | 22-10-2019 19:50

Choque prende rapazes com 52 kg de maconha na BR 467

Choque prende rapazes com 52 kg de maconha na BR 467

Cascavel | 22-10-2019 19:00

Jovem sofre ferimento de faca no pescoço no Novo Milênio

Jovem sofre ferimento de faca no pescoço no Novo Milênio

Cascavel | 22-10-2019 18:28

Homem é condenado a três anos de prisão por tentativa de homicídio

Homem é condenado a três anos de prisão por tentativa de homicídio

Cascavel | 22-10-2019 17:49

Moradores do Angra dos Reis pedem socorro após onda de assaltos

Moradores do Angra dos Reis pedem socorro após onda de assaltos

PUBLICIDADE