Linha 4

Publicidade

Rapaz que matou criança por engano na zona norte continua foragido

Da Redação

A Delegacia de Homicídios continua procurando o jovem que atirou em Luana Indianara Mendonça da Silva, que tinha 11 anos, por engano no dia 15 de novembro. Ela morreu no local dos tiros. O rapaz tem 20 anos e já foi preso por tráfico de drogas. Desde a data do crime, ele não foi mais visto e é considerado foragido da Justiça.

Segundo o delegado João Reis, ele é morador da zona norte da cidade. A vítima tinha 11 anos e estava na varanda de casa participando de um churrasco com a família. O portão ficou entreaberto por causa de uma pane elétrica. Foi a oportunidade para que o atirador invadisse a residência. Mas o alvo não era a garota, mas sim um jovem de 19 anos. O caso aconteceu no jardim Planalto. 

O jovem vai responder por homicídio duplamente qualificado. O delegado entendeu que a dívida dele com o verdadeiro alvo dos disparos não é motivo para cometer um crime. Outro fator que pode complicá-lo na Justiça é que Luana não teve nenhuma chance de se defender dos tiros. Se for condenado, o suspeito pode pegar uma pena de 12 a 30 anos de prisão. Assista! 

COMENTÁRIOS

Publicidade