Aécio já se afastou e presidente do PSDB é Tasso Jereissati, diz Alckmin

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 26/07/2017 às 11:45

O governador de São Paulo e um dos nomes tucanos à sucessão presidencial em 2018, Geraldo Alckmin, praticamente descartou o retorno do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à presidência do partido. Durante visita a Ribeirão Preto, no interior do Estado, Alckmin disse que o comando da legenda, mesmo que interino, está à cargo do senador Tasso Jereissati (CE) até o afastamento definitivo a ser anunciado pelo próprio Aécio. "O Aécio já se afastou e o presidente hoje do partido (PSDB) é o Tasso Jereissati. O afastamento definitivo, ele (Aécio) já disse que vai fazê-lo; vamos aguardar", disse o governador.

Aécio se licenciou do comando da legenda em 18 de maio, logo após ser afastado do mandato do Senado pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da Lava Jato, processo no qual o senador é investigado. O mineiro reassumiu o cargo no início deste mês, mas o comando do partido seguiu com Jereissati. O senador cearense foi escolhido para a presidência do PSDB de forma interina e deve ser efetivado com o afastamento definitivo a ser anunciado por Aécio.



Relacionados

Política | 07-10-2018 22:10

Marina: infelizmente, tivemos a velha polarização que tóxica nessa campanha

Marina: infelizmente, tivemos a velha polarização que tóxica nessa campanha

Política | 07-10-2018 22:10

Fora do 2º turno, Skaf diz a apoiadores que "saímos todos fortalecidos"

Fora do 2º turno, Skaf diz a apoiadores que "saímos todos fortalecidos"

Política | 07-10-2018 22:10

Filho de Bolsonaro bate recorde de votos na Câmara

Filho de Bolsonaro bate recorde de votos na Câmara

Política | 07-10-2018 22:05

Próximo presidente terá o desafio de unificar o País diz presidente da Votorantim

Próximo presidente terá o desafio de unificar o País diz presidente da Votorantim

PUBLICIDADE