Bolsonaro diz que decisão de reabrir escolas é de governadores e prefeitos

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 29/05/2020 às 10:24

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (29) que a decisão de reabrir escolas cabe a governadores e prefeitos. A informação foi dada a um grupo de apoiadores do presidente após uma criança fazer o pedido a Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada. Escolas de todo o País estão com as atividades suspensas para evitar o avanço do novo coronavírus.

A criança e outros apoiadores do presidente estavam de máscara, assim como Bolsonaro, que tirou a peça enquanto falava e para fazer uma foto. A criança também tirou a proteção para fazer uma oração pelo presidente.

Apesar de Bolsonaro ser contra o isolamento social, uma decisão do Supremo Tribunal (STF) garantiu autonomia para Estados e municípios para decidirem sobre as medidas que serão adotadas no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O presidente também citou a decisão do Supremo sobre o distanciamento social em resposta a um apoiador que pediu a saída do governador Helder Barbalho (MDB) do comando do Estado do Pará. "Se coloca no meu lugar. Você quer que eu passe por cima do Supremo?".

A reação do presidente vem logo após ele mesmo criticar a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes no inquérito que investiga produção de fake news. Na quarta-feira (27), Moraes autorizou ação da PF para cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados a apoiadores de Bolsonaro.



Relacionados

Política | 06-07-2020 10:50

Mesmo com prazo maior, 60% dos diretórios de partidos deixam de prestar contas

Mesmo com prazo maior, 60% dos diretórios de partidos deixam de prestar contas

Cascavel | 06-07-2020 10:08

Câmara de Cascavel realiza primeira sessão on line

Câmara de Cascavel realiza primeira sessão on line

Política | 06-07-2020 08:54

Maia critica força-tarefa da Lava Jato e diz que Moro virou político

Maia critica força-tarefa da Lava Jato e diz que Moro virou político

Política | 06-07-2020 07:38

TSE autoriza 'vaquinhas' de sites fora do ar

TSE autoriza 'vaquinhas' de sites fora do ar