Londrina
Cascavel

TV Tarobá

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Comissão Processante da ZR-3 ouve duas últimas testemunhas

30/07/18 às 12:38 - Escrito por Redação Tarobá News

A Comissão Processante da Câmara ouviu nesta segunda-feira (30) mais duas testemunhas. Elas foram arroladas pelo vereador afastado Rony Alves (PTB) que deverá prestar depoimento no dia 3 de agosto. Ele e Mario Takahashi (PV) são investigados na operação ZR-3.

Ignês Dequech foi até a Câmara acompanhada do advogado. Em gravações autorizadas pela Justiça ela afirmou que era preciso dar “agrados aos vereadores”, inclusive dinheiro, para aprovar mudanças de zoneamento em Londrina. Ela foi presidente do Ippul, membro do Conselho Municipal da Cidade, e, segundo a denúncia, cobrava mais de R$ 3 milhões pela elaboração de projetos envolvendo zoneamento. 

Ignês é testemunha do vereador Rony Alves, que corre o risco de perder o mandato. Segundo o MP, ele é um dos comandantes do esquema. Outra testemunha convidada é Osmar Ceolin Alves. Ele não é citado no processo judicial, mas já foi presidente do Conselho Municipal da Cidade entre 2012 e 2016 e do Sindicato da Construção Civil. 

Rony alega um complô político contra ele e Takahashi e pediu a inclusão de uma ata para compor a tese da defesa. Ainda falta o depoimento do deputado João Arruda (PMDB), que deverá feito por e-mail até 3 de agosto. Na sequência serão ouvidos os dois vereadores acusados, no próximo domingo, dia 5.

Eles terão 5 dias para alegações finais e a partir daí o prazo é apertado. O parecer da Comissão tem que estar pronto até a segunda quinzena de agosto, para que os vereadores tenham acesso ao relatório e possam analisá-lo antes da votação, que precisa ser realizada no máximo até 23 de agosto, caso contrário, o processo é arquivado.

(Reportagem: Lívia de Oliveira)

© Copyright 2022 Grupo Tarobá