Linha 4

Publicidade

Eleições: Tarobá confirma data do debate com candidatos em Londrina

Redação Tarobá News

O Grupo Tarobá de Comunicação vai realizar um debate decisivo no dia 12 de novembro, às 22h, com os 10 candidatos a prefeito de Londrina. Os eleitores vão às urnas no dia 15 de novembro para o primeiro turno das Eleições 2020. O debate terá 4 blocos e será mediado pelo jornalista Fernando Brevilheri.

Nesta sexta-feira (23), a coordenadora de conteúdo do Grupo Tarobá, Patrícia Chiosi, comandou uma reunião com os representantes dos candidatos com a definição das regras do debate, que terá um formato diferente neste ano para evitar aglomerações. Além disso, uma série de medidas de segurança serão adotadas.

Os candidatos Alvaro Loureiro Junior (PV), Barbosa Neto (PDT), Boca Aberta (Pros), Carlos Scalassara (PT), Delegado Águila Misuta (MDB), Junior Santos Rosa (Republicanos), Marcelo Belinati (PP), Marcio Sanches (PCdoB), Marcio Stamm (Podemos) e Tiago Amaral (PSB) confirmaram presença.

Cada candidato será acompanhado por apenas um assessor, sem acesso ao estúdio do debate mesmo durante os intervalos. Todos devem utilizar máscaras, e os candidatos só podem retirar o equipamento de proteção durante as perguntas e respostas.

No primeiro bloco, o mediador irá apresentar os concorrentes ao pleito municipal e sortear quem vai perguntar, e o candidato escolhe quem vai responder. Cada candidato vai perguntar uma vez e responder também uma vez durante o bloco.

A pergunta terá 30 segundos com tempo de resposta de 1 minuto e 30 segundos. A réplica e tréplica terão tempo máximo de 30 segundos.

No segundo bloco, os candidatos vão responder às perguntas dos jornalistas do Grupo Tarobá. A pergunta terá 30 segundos e a resposta 1 minuto e 30 segundos.

O terceiro bloco segue as mesmas regras do primeiro bloco. Após o intervalo, os candidatos fecham o debate com as considerações finais.

Uma comissão de advogados com representantes da OAB, Observatório de Gestão Pública e do corpo jurídico da emissora será formada para análise do direito de resposta. O candidato que se sentir ofendido deverá sinalizar ao mediador, que passará o pedido para análise da comissão. Se o pedido for deferido, o candidato terá 1 minuto e 30 segundos de resposta.

COMENTÁRIOS

Publicidade