Linha 4

Publicidade

Escola onde trabalha mulher que teria oferecido R$ 10 mil a vereador se manifesta

Redação Tarobá News

O representante legal da escola particular onde trabalha a mulher que teria oferecido R$ 10 mil ao vereador Santão (PSC) afirmou que desconhece os fatos narrados pelo parlamentar.

ENTENDA O CASO: Vereador denuncia proposta de ajuda para defender aulas presenciais

Pelas redes sociais, o vereador afirmou que recebeu um e-mail da mulher, que propunha doar dinheiro para a próxima campanha eleitoral de Santão. Veja a entrevista completa no vídeo acima.

A contrapartida seria que ele influenciasse o prefeito Marcelo Belinati (PP) a liberar o funcionamento presencial das escolas particulares, que alegam graves prejuízos financeiros com a pandemia.

O advogado da escola informou ainda que a remetente não está em Londrina e que a instituição não recebeu qualquer notificação sobre o assunto.

O vereador explicou que a oferta só não caracterizou crime porque não foi protocolado um pedido oficial mencionando sobre dinheiro.

Santão diz ser a favor da volta das atividades presenciais nas escolas e continua defendendo o retorno dos alunos a sala de aula, mas nunca de forma ilegal.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade