Gilmar Mendes suspende a sessão do TSE e diz ela será retomada às 14h30

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 08/06/2017 às 13:55

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

A terceira sessão de julgamento no Tribunal Superior Eleitoral da chapa Dilma-Temer, por suposto abuso de poder econômico e político na eleição de 2014, terminou por volta das 12h30 desta quinta-feira, 8. O julgamento será retomado às 14h30.

A discussão da manhã girou em torno da validade ou não das provas da Odebrecht no julgamento.

Quatro dos sete dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sinalizaram que não vão incorporar as delações da Odebrecht em seus votos. Os ministros Napoleão Nunes Maia, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira concordaram com a preliminar apresentada pelas defesas de que o uso das delações da Odebrecht extrapola o que foi pedido inicialmente pelo acusador, o PSDB.

O presidente o TSE, Gilmar Mendes, ainda não apresentou sua análise completa sobre este tema, mas se posiciona com este mesmo entendimento.

A interpretação diverge da dos ministros Herman Benjamin, relator da ação, Luiz Fux e Rosa Weber.



Relacionados

Política | 16-06-2018 17:30

Pré-candidatos à Presidência falam sobre economia no Twitter

Pré-candidatos à Presidência falam sobre economia no Twitter

Política | 16-06-2018 13:15

Pré-candidatos à Presidência usam Twitter para se manifestar neste sábado

Pré-candidatos à Presidência usam Twitter para se manifestar neste sábado

Política | 16-06-2018 09:25

Marco Aurélio afirma que ato 'ressoa como censura'

Marco Aurélio afirma que ato 'ressoa como censura'

Política | 16-06-2018 09:20

CNJ proíbe manifestações políticas de juízes nas redes

CNJ proíbe manifestações políticas de juízes nas redes

PUBLICIDADE