Habeas corpus determina soltura de vereador Nilson Hachmann

Redação Tarobá News
Política | Publicado em 23/05/2019 às 12:08

Foi divulgado nesta manhã (23), o habeas corpus com pedido liminar em favor de Nilson Erno Hachmann, vereador de Marechal Cândido Rondon, preso no último dia 15, durante operação do Gaeco. 

O parlamentar foi acusado de estar envolvido em:
- Os contratos suspeitos de irregularidades foram firmados entre empresas e a Prefeitura. Nenhuma licitação ou contrato envolvendo a Câmara de Vereadores está sob suspeita dos investigadores;
- As buscas no Poder Legislativo restringiram-se exclusivamente à mesa e ao arquivo particular do vereador;
- Não houve buscas na contabilidade, nem na secretaria ou qualquer outro gabinete ou dependência da Câmara de Vereadores.

O desembargador deu o Habeas Corpus ainda ontem e a justiça estipulou pagamento de fiança de 30 salários mínimos. Segundo o advogado de defesa, Marcio Berti, a fiança já foi paga. O advogado trabalha para que a soltura seja feita ainda hoje. 


Confira o documento na integra clicando aqui


Leia mais: Prefeitura, Câmara de Vereadores e empresas são alvos de operação do GAECO



Relacionados

Castro | 20-11-2019 16:57

Ex-prefeito de Castro é multado por duas irregularidades nas contas de 2016

Ex-prefeito de Castro é multado por duas irregularidades nas contas de 2016

Curitiba | 20-11-2019 16:34

CCJ aprova admissibilidade da PEC que trata da reforma da Previdência estadual

CCJ aprova admissibilidade da PEC que trata da reforma da Previdência estadual

Política | 20-11-2019 13:25

Partido do tamanho do PT tem que ter candidato próprio, diz Lula sobre 2020

Partido do tamanho do PT tem que ter candidato próprio, diz Lula sobre 2020

Política | 20-11-2019 09:10

STF pode anular apuração de caso Queiroz e mais 900

STF pode anular apuração de caso Queiroz e mais 900

PUBLICIDADE