Joesley ficou surpreso com prisão, pois colabora com a Justiça, diz advogado

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 09/11/2018 às 12:50

O advogado do empresário Joesley Batista afirmou nesta sexta-feira, 9, em frente à sede da Polícia Federal, que seu cliente recebeu a notícia de sua prisão, pela manhã, com surpresa, pois ainda colabora a Justiça. O empresário foi detido no âmbito da Operação Capitu, que investiga, dentre outros itens, pagamentos de propina da JBS a agentes federais do Ministério da Agricultura.

"Tem saído na imprensa que a antiga delação de Joesley estaria suspensa, mas não é verdade. A delação já firmada segue em vigor e todos os fatos já foram relatados anteriormente", disse o advogado a jornalistas em frente à sede da PF, na zona oeste de São Paulo.

Bottini também disse que Joesley acaba de prestar um novo depoimento para a Polícia Federal, na sede localizada no bairro da Lapa. Segundo o advogado, os fatos nos quais o empresário está envolvido foram apresentados por ele mesmo. "Não há razão para essa prisão. Pediremos a reconsideração da prisão ainda hoje", enfatizou.



Relacionados

Curitiba | 21-01-2019 09:10

Homem é morto a facadas no Xaxim e suspeita é de envolvimento com drogas

Homem é morto a facadas no Xaxim e suspeita é de envolvimento com drogas

Política | 21-01-2019 07:45

Caso Coaf não é do governo, diz Mourão

Caso Coaf não é do governo, diz Mourão

Política | 20-01-2019 23:56

Delegação presidencial decola de Brasília para Zurique

Delegação presidencial decola de Brasília para Zurique

Política | 20-01-2019 23:56

Flávio Bolsonaro, à RecordTV: Movimentação se refere a negócio imobiliário

Flávio Bolsonaro, à RecordTV: Movimentação se refere a negócio imobiliário

PUBLICIDADE