Justiça determina bloqueio de bens de prefeito e secretário de saúde

Redação Tarobá News
Política | Publicado em 20/08/2019 às 16:25

O prefeito e o secretário de Saúde de Capitão Leônidas Marques, no Oeste paranaense, tiveram os bens bloqueados pela Justiça, no valor de R$ 723.329,88 cada um. A decisão é do Juízo da Vara da Fazenda Pública da comarca, atendendo pedido formulado pelo Ministério Público do Paraná.

Ambos são requeridos em ação civil pública pela prática de atos de improbidade administrativa ajuizada pelo MPPR a partir da Promotoria de Justiça de Capitão Leônidas Marques. O motivo é a acumulação de cargos pelo secretário, que ocupou simultaneamente dois cargos públicos incompatíveis (secretário municipal e professor da rede estadual) em gestão anterior (2009-2012) e na atual, o que é proibido tanto pela Constituição Federal quanto pela legislação municipal.

No mérito da ação, o Ministério Público requer a condenação dos requeridos às penas da Lei de Improbidade, como ressarcimento do dano causado ao erário, pagamento de multa, perda da função pública e suspensão dos direitos políticos.

MPPR



Relacionados

Política | 18-01-2020 14:19

Bolsonaro: nenhuma denúncia de corrupção se abateu sobre nossos ministros

Bolsonaro: nenhuma denúncia de corrupção se abateu sobre nossos ministros

Política | 18-01-2020 13:54

Bolsonaro critica país aparelhado e ídolo da esquerda Paulo Freire

Bolsonaro critica país aparelhado e ídolo da esquerda Paulo Freire

Política | 18-01-2020 13:25

Bolsonaro compara Presidência com casamento e cita 4, 8 anos ou 'mais tempo'

Bolsonaro compara Presidência com casamento e cita 4, 8 anos ou 'mais tempo'

Política | 18-01-2020 12:12

Advogada afirma que descobriu 'ligação' de discursos de Alvim e nazista por acaso

Advogada afirma que descobriu 'ligação' de discursos de Alvim e nazista por acaso

PUBLICIDADE