Marco Aurélio encaminha recurso de irmã de Aécio para análise na semana que vem

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 07/06/2017 às 22:55

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou o pedido da revogação da prisão preventiva de Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), para análise da Primeira Turma da Corte na próxima terça-feira, 13. A defesa de Andrea pede que a medida seja convertida para penas alternativas.

No despacho desta quarta-feira, 7, Marco Aurélio alega que estaria impossibilitado de rever individualmente a decisão do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, que autorizou a prisão de Andrea no dia 17 de maio.

A defesa da irmã de Aécio justifica que a prisão deveria ser revogada, pois ela é acusada pela PGR apenas pelo crime de corrupção passiva, o que afastaria a hipótese de reiteração. Andrea foi denunciada por ter, segundo os investigadores, pedido a Joesley batista, dono da JBS, R$ 2 milhões em nome de Aécio.

Os advogados argumentam ainda que "o crime imputado passível de concessão de liberdade provisória mediante fiança" e ressalta "a falta de referência, na denúncia, a fundamentos que autorizem a manutenção da custódia".

Na semana passada, Marco Aurélio já havia declarado que iria levar os recursos relativos ao caso de Aécio para apreciação da Turma, presidida por ele e composta pelos ministros Luiz Fux, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Na ocasião, ele disse que aguardaria análise da Procuradoria-geral da República (PGR) sobre os pedidos da defesa antes de fazer os encaminhamentos, porém isto ainda não aconteceu.



Relacionados

Política | 18-08-2018 00:25

Marina e Bolsonaro fazem embate mais duro do 3º bloco

Marina e Bolsonaro fazem embate mais duro do 3º bloco

Política | 18-08-2018 00:00

No 2º bloco do debate, críticas ao governo Temer

No 2º bloco do debate, críticas ao governo Temer

Política | 17-08-2018 22:45

Ministro Carlos Horbach nega pedido do PT para garantir Lula em debate

Ministro Carlos Horbach nega pedido do PT para garantir Lula em debate

Política | 17-08-2018 22:35

PT não envia representante para estúdio de TV

PT não envia representante para estúdio de TV

PUBLICIDADE