Moro mantém bloqueio de R$ 9 milhões de Lula em previdência privada

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 25/07/2017 às 16:30

Foto: Ricardo Stuckert

O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato em primeira instância, ordenou nesta terça-feira, 25, que a BrasilPrev Seguros e Previdência mantenha o bloqueio de R$ 9 milhões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Moro vetou qualquer "movimentação ou resgate" do valor "até nova determinação judicial".

"Eventual resgate aguardará o julgamento da apelação contra a sentença criminal e será objeto de comunicação expressa", determinou o magistrado.

O bloqueio dos ativos do ex-presidente, até o montante de R$ 10 milhões, foi ordenado por Moro dois dias depois que ele condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso tríplex do Guarujá (SP).

Inicialmente, em quatro contas do ex-presidente, o Banco Central havia encontrado R$ 606 mil. Na semana passada, a BrasilPrev comunicou Moro que tinha embargado R$ 7,19 milhões de Lula em plano de previdência empresarial e mais R$ 1,84 milhão em plano de previdência individual.



Relacionados

Política | 21-09-2018 13:35

Em novo vídeo, Bolsonaro diz que deve ter alta até o final do mês

Em novo vídeo, Bolsonaro diz que deve ter alta até o final do mês

Política | 21-09-2018 12:00

Suíça vai enviar extratos de Paulo Viera de Souza

Suíça vai enviar extratos de Paulo Viera de Souza

Política | 21-09-2018 10:50

'Vamos rever desonerações, que ferem princípio da igualdade', diz Arida

'Vamos rever desonerações, que ferem princípio da igualdade', diz Arida

Política | 21-09-2018 10:40

Em Portugal, Raquel Dodge defende delação premiada e leniência

Em Portugal, Raquel Dodge defende delação premiada e leniência