Prefeito de Rolândia e empresa de ônibus têm bens bloqueados pela Justiça

Redação Tarobá News
Política | Publicado em 01/05/2019 às 18:36

Foto: arquivo/TV Tarobá

O prefeito de Rolândia Luiz Francisconi Neto (PSDB) teve novamente bens bloqueados pela Justiça nesta quarta-feira (1). Ele já havia sido alvo de medida semelhante em março deste ano, quando teve R$ 1,3 milhões bloqueados. 

LEIA MAIS:

O novo bloqueio também vale para uma empresa de ônibus que presta serviço para a prefeitura. No total, foram bloqueados R$ 8,3 milhões do prefeito e da empresa. 

Francisconi é um dos réu na Operação Patrocínio, que revelou suposto esquema de propina por parte de empresas em troca de benefícios em contratos com a prefeitura. 

A medida atende pedido do Ministério Público do Paraná (MP-PR). Segundo o MP, a empresa de ônibus foi contratada para fazer serviço de transporte escolar sem licitação. 

Francisconi chama atenção para o fato de que a contratação ocorreu em 2014, antes da sua gestão na prefeitura. Enquanto prefeito, ele teria apenas dado sequência aos aditivos previstos no contrato inicial.

Para o MP, no entanto, diante da irregularidade o prefeito deveria ter feito uma nova licitação. Ao TarobáNews, Francisconi afirmou que o edital está em fase de elaboração. 



Relacionados

Política | 26-02-2020 11:15

Bolsonaro divulga vídeo para ato contra o Congresso Nacional

Bolsonaro divulga vídeo para ato contra o Congresso Nacional

Política | 26-02-2020 08:15

Lula cobra posição 'urgente' do Congresso contra vídeo de Bolsonaro

Lula cobra posição 'urgente' do Congresso contra vídeo de Bolsonaro

Política | 26-02-2020 07:30

Tucanos cobram uma 'reação' do PSDB ao governo Bolsonaro

Tucanos cobram uma 'reação' do PSDB ao governo Bolsonaro

Londrina | 25-02-2020 19:07

Eleições 2020: mudança na lei pode fazer número de candidatos a vereador disparar

Eleições 2020: mudança na lei pode fazer número de candidatos a vereador disparar