Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Protesto em Londrina pede Justiça e ‘fim do ódio’ após morte de petista em Foz

14/07/22 às 11:00 - Escrito por Redação Tarobá News

Sindicatos e partidos de esquerda organizam para o próximo sábado (16) uma manifestação para pedir Justiça pelo assassinato do Guarda Municipal e dirigente petista, Marcelo Arruda,

morto a tiros pelo policial penal, Jorge Guaranho, apoiador do presidente Jair Bolsonaro durante uma festa de aniversário no último sábado (9).


A celebração em Foz do Iguaçu tinha decoração do Partido dos Trabalhadores e do ex-presidente Lula e a Polícia Civil do Paraná investiga se o crime teve motivação política.


Na manhã de sábado, os manifestantes vão caminhar pelo Calçadão de Londrina até a Concha Acústica para um ato pela paz. A organização pede o fim do ódio e da intolerância política às vésperas das Eleições, que deve ser uma das mais tensas desde a redemocratização do País.


A Secretaria da Segurança Pública e a Polícia Civil do Paraná informam que foram realizadas 18 oitivas, no inquérito policial que investiga o homicídio do guarda municipal, dentre testemunhas que estavam no local dos fatos e familiares do guarda municipal e do policial penal federal. Não há oitivas agendadas para esta quinta-feira (14). A análise das imagens foi concluída e a equipe de investigação se concentra em diligências complementares.


O bolsonarista Guaranho também foi baleado após invadir a festa e agredido por convidados depois que assassinar Arruda. Ele segue internado sob escolta policial depois de ter tido a prisão preventiva decretada pela Justiça. 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá