Reunião com motoristas de aplicativos dá origem a emendas ao PLO 152 e indicação

Redação Tarobá News
Política | Publicado em 13/02/2020 às 15:38

Foto Flávio Ulsenheimer/Assessoria de Imprensa/CMC

Uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira (13), no Plenário da Câmara, acolheu sugestões dos motoristas de aplicativos em relação ao Projeto de Lei nº 152/2019, aprovado em primeira discussão, mas que teve sua segunda votação adiada para a próxima semana. Convocada pelo vereador Rafael Brugnerotto (PSB), a reunião contou com a participação dos vereadores Serginho Ribeiro (PDT), Policial Madril (PMB), Parra (MDB) e Misael Jr (PSC), além de assessores de outros gabinetes.

Como resultado do encontro, saíram propostas de emendas ao projeto de lei. Uma delas visa esclarecer o artigo 13, inciso VI, definindo que o seguro exigido pode ser o mesmo que o motorista já paga para a plataforma de aplicativo à qual está vinculado. Ainda no mesmo artigo, serão emendados os parágrafos 2º e 3º, sobre o tamanho do adesivo que comprova a vistoria e para a retirada da expressão “em períodos”.

Além dessas modificações, o vereador Brugnerotto vai protocolar uma indicação ao Executivo para que defina um local demarcado no Aeroporto e na Rodoviária, para embarque e desembarque dos passageiros de aplicativos.

Assessoria de Imprensa/CMC



Relacionados

Política | 07-04-2020 10:14

Um dia após 'fico' de Mandetta, Bolsonaro evita responder se vai reabrir comércio

Um dia após 'fico' de Mandetta, Bolsonaro evita responder se vai reabrir comércio

Política | 07-04-2020 09:16

Governo troca presidente da Caixa de Financiamento Imobiliário da Aeronáutica

Governo troca presidente da Caixa de Financiamento Imobiliário da Aeronáutica

Política | 07-04-2020 08:35

Mandetta diz que foi pressionado por 2 médicos a editar protocolo de cloroquina

Mandetta diz que foi pressionado por 2 médicos a editar protocolo de cloroquina

Política | 07-04-2020 08:10

Rosa cria grupo no TSE para avaliar condições para realizar eleições em outubro

Rosa cria grupo no TSE para avaliar condições para realizar eleições em outubro