Rocha Loures deixa a PF e segue para complexo penitenciário da Papuda

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 07/06/2017 às 16:35

Foto: divulgação

O ex-assessor do presidente Michel Temer Rodrigo Rocha Loures saiu na tarde desta quarta-feira, 7, da Superintendência da Polícia Federal em Brasília com destino ao complexo penitenciário da Papuda. Flagrado correndo com uma mala recheada com R$ 500 mil entregues por executivos do Grupo J&F, Rocha Loures estava preso na PF desde sábado, 3.

A Polícia Federal informou na manhã desta quarta-feira, 7, que a defesa do ex-assessor de Temer apresentou um pedido protocolado no Supremo Tribunal Federal no qual solicita acesso integral aos autos da operação Patmos 48 horas antes da oitiva do peemedebista. Segundo a PF, o ministro Edson Fachin ainda não decidiu a questão, mas encaminhou ao PGR para urgente manifestação.

Por conta dessa solicitação, o depoimento de Rocha Loures foi cancelado. Não há previsão de nova data até o momento.



Relacionados

Política | 17-06-2018 09:10

Plataformas online monitoram atividade de políticos

Plataformas online monitoram atividade de políticos

Política | 16-06-2018 17:30

Pré-candidatos à Presidência falam sobre economia no Twitter

Pré-candidatos à Presidência falam sobre economia no Twitter

Política | 16-06-2018 13:15

Pré-candidatos à Presidência usam Twitter para se manifestar neste sábado

Pré-candidatos à Presidência usam Twitter para se manifestar neste sábado

Política | 16-06-2018 09:25

Marco Aurélio afirma que ato 'ressoa como censura'

Marco Aurélio afirma que ato 'ressoa como censura'

PUBLICIDADE