Telefonema de prefeito e governador ocorre após divulgação de áudio

Ticianna Mujalli
Política | Publicado em 10/07/2020 às 17:35

Um áudio enviado pelo Chefe da Casa Civil do Estado ao deputado estado Tiago Amaral tentou deixar em dúvida a versão do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati de que ele teria tentado falar com o governador Ratinho Junior sobre o decreto do governo do estado. Entre outras medidas, a determinação ordenou a suspensão das atividades econômicas não essenciais.

“Então, como eu falei pra você, mencionei para o Cobra (Repórter) e para o (Tercílio) Turini, não tem nenhum problema. O governador  aberto. Na hora que o Marcelo (Belinati) desejar, ele liga. Não tem problema nenhum. Mas ele não ligou. Então, eu acho não tem nenhuma dificuldade. Então a hora que o pessoal acionar aí, a gente senta, conversa, dialoga, acha alternativa, tranquilo, tá. Um abraço”.

A conversa foi divulgada nesta sexta-feira (10) no Programa Tarobá Notícia.

Segundo a assessoria do prefeito Marcelo Belinati, anteriormente, a divulgação do áudio, foram várias tentativas de contato entre a prefeitura de Londrina e o governo do estado, também via assessoria. Mas em nenhuma delas houve retorno por parte de Ratinho Jr. O prefeito também enviou requerimento para análise pela Secretaria de Saúde do Estado pedindo uma análise dos números da Covid-19 da cidade e a liberação de Londrina do cumprimento da quarentena imposta no decreto, mas não houve resposta. Deputados estaduais também tentaram contato. Belinati é pressionado por entidades patronais para suspensão da quarentena na cidade. O estado aponta que a medida é para frear os números da Covid-19. Os empresários, por outro lado, apontam prejuízos financeiros com a medida.

Após a publicação do áudio no Programa Tarobá Notícia, a assessoria de imprensa do prefeito informou que Belinati tinha conseguido falar com o governador.

“Foi uma conversa cordial. O prefeito não reclamou de nada, apenas se posicionou de inclusão técnica da secretaria de saúde da cidade de londrina (na quarentena). Ele pediu que fosse respondido o requerimento, que não foi até agora. Disse também que entende que quem tem que responder é a secretaria de saúde e que caso seja negado, já se adiantando, que Londrina cumpra os 14 dias contando da data de publicação do decreto original”.

A assessoria informou ainda que o governador perguntou sobre os 50 leitos contratados pelo município no Hospital do Coração. “Inclusive, o prefeito falou que no requerimento enviado a Curitiba, deixou a disposição da secretaria estadual a utilização dos leitos particulares, que a princípio são apenas para moradores de Londrina. Isso, se for necessário e se o governo autorizar”.

(colaborou Wesley Lemos)



Relacionados

Palotina | 29-07-2020 09:44

Prefeito demite secretária de Saúde da Prefeitura de Palotina

Prefeito demite secretária de Saúde da Prefeitura de Palotina

Londrina | 29-07-2020 08:19

Belinati viaja a Brasília e reclama de lotação de avião

Belinati viaja a Brasília e reclama de lotação de avião

Marechal Cândido Rondon | 28-07-2020 14:16

Justiça determinou bloqueio de bens de vereador de Marechal Cândido Rondon

Justiça determinou bloqueio de bens de vereador de Marechal Cândido Rondon

Política | 28-07-2020 11:58

Joias do ex-governador Sérgio Cabral vão a leilão extrajudicial nesta terça

Joias do ex-governador Sérgio Cabral vão a leilão extrajudicial nesta terça