Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Vereadora Mara Boca Aberta assinou proposta de novos cargos, mas se diz contra

23/11/22 às 18:49 - Escrito por Redação Tarobá News

A vereadora Mara Boca Aberta, integrante da Mesa Executiva da Câmara Municipal de Londrina que apresentou um projeto de resolução para a criação de cargos com salários superiores a R$ 20 mil, se diz contra a proposta. Segundo ela, não estava de acordo com a maneira com que o projeto foi protocolado e é contraria a criação desses cargos.


“Pedi que fosse retirado meu nome e, em seguida, pedi juntamente com outros vereadores também, a retirada dele em definitivo por não concordar de como estava”, explicou a vereadora.


A polêmica gerada relativa aos salários altos previstos tanto ao diretor de comunicação quanto ao diretor legislativo, no valor de R$ 21.217,09, causou bastante pressão nos parlamentares. Durante a tarde de terça-feira (22), eles já haviam recuado da análise de admissibilidade do Projeto de Resolução 5/2022 por uma sessão.  


“Quando eu soube que esse projeto havia sido protocolado, imediatamente eu entrei em contato com a assessoria da Casa, com o presidente, pedi que retirassem a minha assinatura do projeto porque não estava de acordo com a maneira com que ele foi protocolado, sem mesmo ser conversado comigo e com os demais vereadores, porque era uma discussão que estava sendo feita na Mesa”, disse Mara Boca Aberta.

Em 2023, o impacto para a Câmara seria de R$ 374.241,37 para cada um desses cargos. Ou seja, mais de R$ 700 mil aos cofres públicos caso fossem aprovados.


A Mesa Executiva que apresentou o projeto é composta por Jairo Tamura, Daniele Ziober, Prof.ª Sonia Gimenez, Ailton Nantes e Mara Boca Aberta. Eles assinaram um requerimento para interromper o projeto na noite de terça-feira.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá