Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Câmera inteligente Google Clips é aprovada e deve chegar ao mercado

22/01/18 às 12:48 - Escrito por Redação Tarobá News

Anunciada em outubro do ano passado, a câmera fotográfica da Google deve chegar ao mercado a qualquer momento. Chamado de Google Clips, o produto apareceu no banco de dados da FCC (a Anatel dos Estados Unidos) com número de registro, o que significa que foi liberado pela comissão reguladora.

A Google Clips será vendida por US$ 249 (cerca de R$ 800). Classificada como câmera inteligente, será capaz de tirar fotos automaticamente e fazer pequenos vídeos, analisando o que está acontecendo em frente às lentes por meio de inteligência artificial.

No registro, não há menção ao nome Clips. Sabemos que é um dispositivo sem fio, operado por bateria e que oferece conectividade por Wi-Fi e Bluetooth. O que reforça a certeza de que se trata da Clips é o fato de que o registro G015A, que aparece como nome do dispositivo, foi incluído em imagens promocionais já compartilhadas.

Esperava-se que a Clips pudesse ser um concorrente para produtos como a GoPro, mas o dispositivo da Google não captura sons. Além disso, a gigante de busca não quer que sua câmera seja confundida com um item de segurança. Para isso, a empresa mostra que é possível fotografar e filmar sem conexão com a internet.

Sem display

A Clips não tem display, o que já é uma grande diferença em relação a qualquer outra câmera existente no mercado. O botão de disparo está lá, mas ele não é essencial para capturar imagens e vídeos. Tudo é controlado por inteligência artificial e aprendizagem de máquina.

A captação é automática e enviada ao smartphone. O usuário pode observar o que está sendo enviado e apagar o que não desejar. Se gostar, já pode compartilhar em suas redes sociais.

Ainda não há previsão da chegada do produto ao Brasil. Nos Estados Unidos, a Clips já está em pré-venda em sites como Best Buy, mas ainda sem data de envio.

Lentidão em Wi-Fi

Ninguém gosta de tentar usar a rede Wi-Fi em casa e não conseguir, ou então ter que lidar com uma internet lenta sem aparente motivo. Pois é o que alguns proprietários do Google Home e do Chromecast estão enfrentando, graças a um bug no sistema de transmissão de imagens e áudio para dispositivos da gigante.

O problema fez com que fabricantes de roteadores, como a Linksys e a TP-Link, liberassem atualizações emergenciais de firmware para contornar o problema, mas a Google anunciou na quarta (17) que está preparando uma correção para os usuários de Android que têm o Home em suas casas. Segundo os relatos, a falha estava deixando a rede “entupida”, sendo que o bug envia pacotes de dados desnecessários, o que reduz a velocidade da rede.

A primeira parte da correção é um patch para o Google Play Services executado em smartphones Android, e deve ser liberada aos usuários nesta quinta-feira (18).

Fabricantes de roteadores também estão trabalhando para resolver o problema de lentidão na rede Wi-Fi. A TP-Link enviou um firmware beta para o roteador Archer C1200, por exemplo, para tentar resolver a questão, mas como essa atualização afeta apenas parte da base de usuários, a melhor solução é aplicar a correção da Google, que atinge a todos.

O Sul 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá