Motociclistas que trabalham com entregas protestam em Londrina

Redação Tarobá News
Trânsito | Publicado em 20/09/2019 às 12:49

Ao menos 50 motociclistas que trabalham com entregas de comida por meio de aplicativos se mobilizaram e pararam as atividades no Zerão, área central de cidade.

Eles reclamaram das taxas que tem sido pagas por entrega. Um dos entregadores, identificado como Gabriel, disse que a situação tem piorado há cerca de um mês com as atualizações do app. "As taxas têm baixado demais na última semana a entrega tinha um valor fixo e agora a gente faz a mesma corrida e o valor caiu. Em alguns casos caiu R$ 3, em outros R$ 4. Há cerca de um mês a gente vê diferença. Estamos lutando por melhoria. A gente precisa ser valorizado já que nossa atividade é de risco", aponta.

Eles também reclamam que não há uma gerência administrativa na região onde possam fazer reclamações ou que possam dar suporte em casos assim.

O protesto foi embaixo de chuva.

Outro entregador Fernando Caike reclama que não foram informados das mudanças. "Ninguém explicou nada. Algumas taxas baixaram até 40% e isso impacta no fim do mês".

Os motociclistas que trabalham com entregas de comida por meio de aplicativos devem percorrer as principais ruas e avenidas de Londrina em mobilização fazendo o alerta para o problema. O protesto começou para um único aplicativo mas com o passar do tempo, chegaram trabalhadores também de outras empresas.



Relacionados

Santa Izabel do Oeste | 01-04-2020 15:45

Colisão envolve dois caminhões na PR-281

Colisão envolve dois caminhões na PR-281

Curitiba | 01-04-2020 15:37

Relatório diz que não foi motorista quem pediu ajuda ao Siate para Caroline

Relatório diz que não foi motorista quem pediu ajuda ao Siate para Caroline

Londrina | 01-04-2020 15:15

Após decisão judicial, CMTU garante que tem competência para aplicar multas de trânsito

Após decisão judicial, CMTU garante que tem competência para aplicar multas de trânsito

Cascavel | 01-04-2020 14:27

Voyage e moto colidem no centro

Voyage e moto colidem no centro

PUBLICIDADE