Linha 4

Publicidade

Mulher que se envolveu em acidente com motorista supostamente embriagado morre em Londrina

Redação Tarobá News

A mulher atropelada por um motorista suspeito de embriaguez ao volante no final do mês de setembro morreu na noite de terça-feira (26) após permanecer internada por quase um mês na Santa Casa de Londrina.

Ana Cláudia Gil, 33 anos, estava na garupa da motocicleta do marido, quando os dois foram atingidos por um automóvel no dia 28 de setembro no cruzamento das ruas Quintino Bocaíuva e Belo Horizonte, na região central. 

O motorista João Rubens Rodrigues Coloniezi foi preso por apresentar sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do etilômetro.  Em depoimento ao delegado de plantão, o motorista admitiu que bebeu duas latinhas de cerveja. 

Antes da chegada da equipe policial, o motorista se envolveu em uma briga com um cinegrafista de uma televisão, que estava no local para cobrir o acidente.

Após pedido da defesa, Coloniezi foi solto pela Justiça e responde em liberdade pelo crime.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.