Águas das praias paranaenses se mantêm próprias para banho

Redação Tarobá News
Turismo e viagem | Publicado em 27/12/2019 às 10:00

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) divulgou nesta sexta-feira (27) o segundo boletim de balneabilidade das praias paranaenses. Dos 49 locais monitorados semanalmente no Litoral, apenas a Ponta da Pita, em Antonina, continua impróprio para banho. No Interior, todos os locais analisados estão próprios.

Segundo a diretora de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição do IAP, Ivonete Coelho da Silva Chaves, a qualidade das águas se mantém por conta do grande investimento em saneamento. “O Estado investiu, aproximadamente, R$ 45 milhões em ações de saneamento no Litoral. E essas ações ajudam a prevenir que o esgoto seja lançado para galerias de águas pluviais e não contamine a água do mar”, afirma.

Anualmente, técnicos do IAP monitoram a qualidade das águas no período de maior fluxo de veranistas para avaliar a concentração de bactérias Escherichia coli (E.coli) na água.

Quanto maior a quantidade da bactéria na água, maior a possibilidade da existência de agentes patogênicos, que podem colocar em risco a saúde dos banhistas, como gastrointestinais, vômitos e diarreias. 

De acordo com a diretora do IAP, o trabalho de educação ambiental que o Estado desenvolve também auxilia na manutenção das praias limpas. “As ações de educação ambiental têm como objetivo conscientizar a população nos cuidados com as praias, principalmente para evitar que o lixo seja descartado de forma irregular”.

MONITORAMENTO - São 49 pontos de toda a orla no Litoral monitorados pelo IAP, sendo 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, seis na Ilha do Mel, três em Morretes e dois em Antonina. Além disso, o boletim aponta dez rios, canais e galerias considerados permanentemente impróprios para banho no Litoral, independentemente da época do ano. No boletim, eles estão destacados em letras maiúsculas.

INTERIOR - No interior do Estado são monitorados pontos de prainhas e rios nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e em Primeiro de Maio.

SINALIZAÇÃO – Como nos anos anteriores, o veranista pode se orientar de acordo com as bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios, que indicam se os locais estão próprios ou impróprios para banho.

A sinalização aponta a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha aponta que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

DIVULGAÇÃO - Os boletins serão divulgados todas as sextas-feiras, durante a temporada de verão. Os veranistas podem conferir, semanalmente, no site do IAP.

 


Aen PR



Relacionados

Foz do Iguaçu | 23-12-2019 08:30

Ano Novo: Foz é um dos destinos mais procurados

Ano Novo: Foz é um dos destinos mais procurados

Curitiba | 21-12-2019 11:05

Zoológico de Curitiba receberá R$ 7 milhões para obras de revitalização

Zoológico de Curitiba receberá R$ 7 milhões para obras de revitalização

Guaratuba | 20-12-2019 10:44

Temporada 2019/2020 começa com águas próprias para banho

Temporada 2019/2020 começa com águas próprias para banho

Cascavel | 20-12-2019 09:25

Veja como está o movimento na Rodoviária de Cascavel

Veja como está o movimento na Rodoviária de Cascavel

PUBLICIDADE