Professor... sua voz, seu instrumento de trabalho. Cuide-se!

Redação Tarobá News
28/01/2019 09:10

Rouquidões, cansaços para falar e dificuldades para respirar são situações quase que frequentes para os professores. Um levantamento epidemiológico divulgado ainda em 2009 apontou que 63% dos professores brasileiros já relataram ter problemas vocais. Inclusive, patologias: nódulos, pólipos ou edemas de pregas vocais. E isso é sério! Vai dizer que nunca viu um professor com a voz alterada dando aquela bronca em alguém?! Mas não é só na hora de chamar atenção que ele “machuca” as cordas vocais. Ao fazer a explicação de um conteúdo o educador oscila entre graves e agudos, altos e baixos, quer falar uma frase inteira sem respirar... se identificou né senhora professora, senhor professor, mães, pais, palestrantes?! Isso vale para uma galera!

Realmente não é fácil dominar a voz e todo o pacote que vem com ela, mas é possível melhorar o desempenho e evitar que futuros problemas causados pela falta de cuidado com esse instrumento de trabalho pode causar.

Vai de carro ao trabalho? Então sentadinho ao volante ou no banco do carona dá muito bem pra fazer uns exercícios de aquecimento vocal. Tem o conhecido chuveirinho, que é quando a gente vibra os lábios e a língua num som que mais parece uma turbina de avião quebrado ou um caminhãozinho velho e cansado: vrrrrrrrrrrrrum, brrrrrrrrrrrrrum. Ah, também tem aquele a gente fecha a boca e gira a língua como se estivéssemos a limpando após comer um bolo de chocolate com muita cobertura. Mas assim, tudo bem normal (embora não pareça) e super eficaz para o cuidado com a voz. Confira no vídeo. Lá nossa fonoaudióloga te mostra como fazer bem certinho.

PUBLICIDADE