Antônio Basque: o homem que saiu do sítio e fez história em Londrina

Redação Tarobá News
22/03/2019 09:07

Antônio Basques nasceu em fevereiro de 1952, em Primeiro de Maio, norte do Paraná. As dificuldades financeiras e a vida simples que levava no sítio o forçaram a trabalhar cedo. Com 14 anos cumpria expediente em uma mercearia próximo à pequena propriedade rural da família. Não teve oportunidade de estudar, completou apenas o primário, mas sempre trabalhou. Ele morava com os pais, Constância Ferreira Vasquez Ruinho e Antônio Vasques Ruinho.

Em 1969 a família decidiu se mudar pra Londrina. Foram morar na Vila Industrial, zona oeste da cidade. O pai de seu Antônio comprou uma banca de revistas, na praça da Quintino Bocaíuva, que era administrada pelo irmão de seu Antônio, João Basques.

Um ano depois João desistiu do negócio, que foi assumido por Antônio, que começou a construir desde então uma história de crescimento e sucesso. A banca passou a se chamar Banca Amiga. Para se diferenciar dos concorrentes, que vendiam apenas revistas novas e jornais, seu Antônio resolveu comercializar revistas e livros usados. Talvez ele não sabia, mas foi nesse instante que começou a mudar o futuro dele e da família que viria a ter.

De domingo a domingo trabalhou na banca de 1970 até 2003, guardando dinheiro e planejando construir um sebo, sempre com o apoio da esposa, Cleusa Aparecida Basques, que cuidava de toda a família. Isso aconteceu em 1997, quando seu Antônio juntou a economia de uma vida para abrir o primeiro Sebo Capricho, foi numa sala do Centro Comercial de Londrina. “Quando meu pai viu que estava no momento de abrir o sebo começou a comprar e a estocar livros em casa. Éramos três irmãos, a casa tinha três quartos, mas um era só pra estoque. Em pouco tempo até a cozinha virou depósito, vivíamos cercados por livros usados”, afirma Marcelo Basques, filho de seu Antônio.

Foi Marcelo que assumiu a loja, já que seu Antônio não queria parar com a banca; ele dizia que era uma fonte mais segura de dinheiro, principalmente para manter o sebo até que passasse a dar lucro. E assim foi até 2003.

Em 1999 uma oportunidade deu uma nova alavancada no sebo. Além de livros e revistas, o estabelecimento passou a vender CDs usados. Marcelo comprou, com o aval do pai, um lote de CDs de um prostíbulo que havia fechado; foram 200 unidades. Poucos dias depois o movimento na loja aumentou consideravelmente e eles perceberam que existia mercado para o novo produto, o CD.

No final de 1999 não havia mais espaço para expandir e manter um dos pilares estipulados por seu Antônio, o Capricho. Limpeza e organização eram seu lema, tanto que foi daí que surgiu o nome Sebo Capricho. A alternativa foi mudar de endereço e assim foi: saiu do Centro Comercial e foi para a rua Maranhão, centro de Londrina. Uma loja maior que permitia aumentar o acervo e dar mais conforto aos clientes. “Na época os sebos eram bagunçados, empoeirados, e meu pai não admitia isso. Tudo tinha que ser catalogado, separado em ordem alfabética. Esse foi um dos motivos do nosso crescimento”, afirma Marcelo.

Em 2000 veio a segunda loja. Foi na Praça 7 de Setembro e permanece lá até hoje. “Meu pai dava o caminho. O dinheiro que ganhávamos não era pra nós, era pra empresa. Foi aí que abrimos mais uma loja e que começamos a comprar livros em São Paulo”. 

Em 2010 um novo grande passo, ir para Curitiba buscar novos mercados. Começaram com uma loja, cinco anos depois veio mais uma e em 2018 a terceira.

Hoje o Sebo Capricho tem duas lojas em Londrina e três em Curitiba, com um acervo de mais de 700 mil livros e mais de um milhão de outros itens como CDs, DVDs, revistas e vários produtos. As lojas são administradas por Antônio e seus três filhos.

Quem conhece seu Antônio logo percebe que é um empresário visionário, mas que não se prende ao dinheiro. Prova disso é que ajudou a montar outras 10 lojas para parentes e amigos. Pessoas que trabalhavam na área rural e que passaram a ser donas do próprio negócio. “Sair da vida sofrida no sítio e ter o próprio negócio foi algo tão importante para ele, que ele queria proporcionar o mesmo para toda a família. Ele nunca se preocupou em criar concorrência para ele mesmo, tanto que montou uma loja em Londrina para o irmão e outra, também em Londrina, para uma sobrinha”, diz Marcelo. Hoje a família de seu Antônio tem mais de 30 sebos.

 A empresa nunca parou de se modernizar e atender as novas demandas do mercado. Hoje boa parte do faturamento vem com as vendas da internet. Através do site sebocapricho.com.br é possível dar uma olhada e comprar boa parte do acervo, principalmente de livros.