Mindfulness: saiba como incorporar a meditação no dia a dia

Redação Tarobá News
15/07/2019 18:30

A ideia de uma técnica de meditação totalmente focada no momento presente nasceu nos EUA na década de 1970, quando o biomédico Jon Kabat-Zinn começou a estudar a relação entre a meditação zen budista e o alívio do estresse e da dor.

Ciente de todas as etapas da prática, ele achou interessante fazer uma pequena alteração: em vez de manter a mente fixa no que seriam as informações corretas (como prega o zen budismo), o caminho seria aceitar as informações presentes simplesmente como elas são - boas ou ruins, certas ou erradas.

Assim começou a mindfulness - ou "atenção plena" -, uma meditação regulada pela atenção à experiência do momento presente. Hoje, passados 40 anos, a mindfulness é replicada e empregada em todo o mundo como uma ferramenta para, além de aliviar estresse e dor, tratar depressão e ansiedade e ajudar as pessoas a encontrarem seus pontos de concentração e equilíbrio em todos os momentos do dia a dia.

"A exigência para que sejamos multitarefa faz com que muita gente esteja com a cabeça sempre no passado ou no futuro. Por se adaptar muito bem à realidade que vivemos, a mindfulness passou a ser usada para trazer as pessoas de volta para o presente não só na hora da meditação, mas em tudo que fazem", afirma a filósofa Karitas Ribas, pesquisadora em biologia cultural e especialista em mindfulness.

Dicas para começar a meditação mindfulness

Sempre que surge a vontade de se aprofundar em alguma técnica de relaxamento e autoconhecimento, o ideal é aderir a um curso ministrado por um profissional especializado. A regra vale para a mindfulness, mas qualquer pessoa pode incorporar suas premissas básicas ao dia a dia.

Fonte: minhavida.com.br