Saúde é a área que mais cresce em interesse de estudantes

Redação Tarobá News
06/09/2019 11:09
Foto: Divulgação

As carreiras profissionais ligadas à saúde são as que mais cresceram nos últimos anos. De acordo com o Censo da Educação Superior, realizado pela plataforma Quero Bolsa, a quantidade de novos alunos que ingressaram nos primeiros anos de medicina, enfermagem, fisioterapia, entre outras carreiras avançou 104,45% contra 48,20% no ensino superior em geral, os dados analisados são entre os anos de 2010 e 2017.

De acordo com a pesquisa, levando-se em consideração todas as áreas do conhecimento, apenas veterinária (127,60%) e serviços de segurança (116,39%) cresceram a taxas superiores, entretanto com uma base de alunos menor, com 25 mil e 13 mil ingressantes, respectivamente.

Das 10 carreiras de saúde com mais de mil ingressantes em 2017, oito cresceram acima da média. O maior avanço foi registrado no curso de educação física, com alta de 311%. Nutrição ficou em segundo lugar, com 150% de ingressantes a mais do que no início da década. Já odontologia apareceu em terceiro, com 108%.

Medicina cujo a regulação não permite a expansão de vagas no mesmo ritmo do crescimento da demanda, avançou 78%. Já o curso de enfermagem é o que teve maior número de novos ingressantes (102 mil) -- um crescimento de 69%.

Os profissionais da área da saúde possuem uma alta empregabilidade e sofrem menos com crises econômicas, sendo uma boa opção para quem deseja maior estabilidade. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho referentes ao primeiro trimestre de 2019, enfermagem foi a primeira profissão de nível superior que mais gerou novos empregos com carteira assinada no país.

Segundo Lucas Gomes, diretor de Ensino Superior do Quero Bolsa, “carreiras como Medicina e Odontologia são reconhecidas como bem remuneradas, o que faz com que, praticamente, não haja vagas ociosas. Já no caso de Educação Física, Fisioterapia e Nutrição, o crescimento está relacionado, principalmente, ao interesse da população por beleza e bem-estar, o que eleva as oportunidades de trabalho nestas áreas”.