Pesquisa inédita mostra como o brasileiro lida com o luto

Redação Tarobá News
30/04/2019 13:49

Enquanto algumas culturas ao redor do mundo encaram o fim da vida com serenidade e reverência, ou até mesmo com festejos e celebrações, outras ainda veem esse momento sob uma ótica muito diferente. No Brasil, 75% da população admite que falar sobre a morte é um tabu, segundo pesquisa divulgada em 2018 e elaborada pelo Sindicato e Associação dos Cemitério e Crematórios Privados do Brasil (Sincep/Acembra).

Das cerimônias (como o enterro e a cremação) às homenagens (como as coroas para velório), há muitos temores e medos relacionados. O estudo do Sincep/Acembra buscou compreender como o brasileiro lida com as questões do fim da vida, e descobriu que ainda existem muitas barreiras sobre o assunto a serem derrubadas.


Medo intenso da perda atinge ¾ da população

O Sindicato e Associação dos Cemitério e Crematórios Privados do Brasil realizou o estudo para fornecer ao setor fúnebre do país dados sobre a percepção da população em relação à morte, de forma a compreender o mercado e humanizar as soluções oferecidas. Além disso, os dados também buscam a compreensão sobre o afastamento das pessoas em relação aos rituais de despedida e de lembrança, como velórios e missas.

O levantamento observou que 75% dos brasileiros têm muito medo de perder alguém próximo. 30% dos entrevistados afirmaram que têm muito medo de morrer. Uma parcela bastante pequena, apenas 1,6% dos pesquisados afirmaram não sentir medo de perder alguém.

75,70% dos entrevistados admitiram que a morte ainda é vista como tabu na sociedade atual, e 73,7% não costumam falar sobre o assunto. Ao serem perguntados sobre os sentimentos que relacionam pessoalmente à morte, 63% dos pesquisados responderam tristeza, 55% dor e saudade, 51%, sofrimento, 44%, medo, e uma parte bem menor, 19%, relacionam o fim da vida à libertação.

Sobre as cerimônias, 28,4% consideram importante participar do velório e fazem questão de comparecer. O número cai um pouco em relação ao enterro (23,4%). 64,4% dos brasileiros admitem não participar de cerimônias de cremação, e apenas 4,7% acham importante participar e fazem questão de estarem presentes nesse tipo de ocasião.

O estudo realizado pelo Sincep/Acembra ocorreu em 2018 com 1.000 entrevistados das classes A, B e C, maiores de 18 anos.

PUBLICIDADE