Saiba como o airsoft pode ajudar interessados no tiro esportivo

Redação Tarobá News
22/07/2019 12:12

O airsoft é uma modalidade que simula situações reais de operações  militares e do exército. Por este motivo, se utiliza de elementos realistas para os jogos e as competições, como vestimentas que se assemelham ao traje usado pelos militares e armas  de pressão com estética idêntica às armas de fogo.  Com essas características, pode ser uma oportunidade mais barata e segura para quem quer começar a prática de tiro esportivo.

Embora as pistolas de airsoft tenham a estética semelhante com  as armas de fogo, o funcionamento é completamente diferente. Os projéteis são chamados de BBs e possuem 6 mm de diâmetro. Como são de plástico, não representam nenhum risco em potencial aos participantes. Existem três tipos de armas para o esporte: pistolas  com molas, elétricas (cujo funcionamento depende de baterias recarregáveis) e a gás, com uma dose maior de realismo para os jogadores.

No caso do tiro esportivo, as armas para o esporte são de fogo.  Portanto, para quem tem interesse na modalidade, mas ainda não tem segurança para operar as munições reais, as pistolas de airsoft podem ser um caminho para começar a ter contato com o assunto e se familiarizar. O tiro esportivo é regulado pela Federação Internacional  de Tiro Esportivo (ISSF), criada nos Estados Unidos por volta de 1871. Hoje, já tem 154 países filiados.

Desde as Olimpíadas de 1896, o tiro é considerado um esporte  olímpico, só ficando fora das Olimpíadas de 1904, em St. Louis, nos Estados Unidos, e em 1928, nas Olimpíadas de Amsterdã, na Holanda. No Brasil, quem regula a prática é a Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE). Depois de se familiarizar com as armas  e com a prática do airsoft, é necessário seguir outros passos para ser efetivamente um atleta.

Se o objetivo for participar de competições, será preciso estar  associado a um clube de tiro e ter um certificado de registro (CR) emitido pelo Exército Brasileiro. Depois, é preciso se filiar a qualquer uma das federações filiadas à CBTE. Em seguida, basta entrar no site da confederação, preencher o cadastro e enviar  um comprovante de regularidade, como uma declaração, boleto de pagamento ou a própria carteira.

Uma vez paga a anuidade da CTE, você receberá uma carteira de  atirador esportivo e poderá participar das competições em território nacional.

PUBLICIDADE